Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Zero de Conduta

Zero de Conduta

11
Ago07

O Obamistão Luso rejeita o Kucinismo Científico

Vasco Carvalho
O Filipe já tinha trazido o Kucinich à baila e o homem continuou a fazer sucesso aqui e aqui. Depois a febre Kucinista alastrou como fogos durante um governo PSD. Ponto por ponto, Somos todos Kucinistas (aqui e aqui). Na verdade, ninguém o aceitou: parece que toda a gente simpatiza com alternativas reais de poder, nomeadamente Obama. Na humilde opinião deste escriba, Obama tem sido uma desilusão e o seu posicionamento táctico - uma terra de ninguém entre a inicial frescura apolítica (o jovem sem nódoas de governação no seu passado, que é curto) e o actual proto-Homem-de-Estado cinzentão - tem deixado um rasto de ambiguidades. Se fosse para fazer isso, sempre preferia a Hilária.

Links estivais:
i) o teste que circulou inicialmente
ii) outro teste (um pouco melhor)
iii) sondagens, sondagens e mais sondagens,
iv) um especial para freaks de tabelas.
v) um especial para freaks de mapas: para brincar com a geografia eleitoral de 2008.
10
Ago07

lollabama 3: a tourné continua

Filipe Calvão

Terça-feira no estádio da bola, com os principais candidatos democratas e uma multidão de alguns milhares de sindicalistas. Vinham todos pela AFL-CIO (federação sindical que junta 10 dos 15 milhões de trabalhadores americanos sindicalizados), que também organizou o debate. Apesar da all-mighty AFL de Nova York apelar ao voto em Hillary, o grande debate "laboral" aconteceu no Obamistão.


"At the direction of the United States Secret Service", dizia o bilhete de entrada, haveria medidas de segurança reforçadas. Quando me esquivei para um cigarro (estávamos ao ar livre), recomendaram-me as casas-de-banho por causa dos serviços secretos. Não são as mortes lentas que os preocupam e arrisquei na mesma. E cá estou para contar quando nada disto é já notícia.

Obama esteve frouxo mas escapuliu-se bem na história do Paquistão ('não aceito lições de quem autorizou o maior desastre de política externa de sempre'). Hillary saltita de plano de 3 pontos em plano de 3 pontos e teve que ouvir muito apupo. Edwards está definitivamente em esteróides e foi à boleia da única ovação da noite -- se não foi encomendado, este velhote fez-lhe um grande favor.


Bill Richardson é um panhonha que disse ao que vinha na sua primeira intervenção: 'I want to continue receiving your [AFL] financial support'. Mas Kucinich estava em casa e o comício foi dele. Usou-o bem, I'll tell ya how, para anunciar a saída da OMC e do NAFTA.

O resto é circo Rolling Stoniano de entrada gratuita e muitos lugares por preencher. Esperando por ver quem encaixa o dinheiro da AFL.


Logo à noite é em Los Angeles.

Mais sobre o debate da AFL-CIO:
no youtube e a transcrição do debate.
"Are you ready for some political football?" (blog NYtimes)
"Live-blogging the democratic forum" (blog NYtimes)
"Tuesday evening coming down" (Driftglass)

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

ZERO DE CONDUTA

Filipe Calvão

José Neves

Pedro Sales

Vasco Carvalho


zeroconduta [a] gmail.com

Arquivo

  1. 2008
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2007
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D