Segunda-feira, 18 de Fevereiro de 2008
Double standards
A declaração unilateral da independência do Kosovo, fomentada pelos EUA e Alemanha, é a perversa legitimação da limpeza étnica que se seguiu à entrada das forças da Nato, com a debandada de 200 mil não albaneses da região. O Kosovo não é um Estado, é um protectorado sem viabilidade económica criado com o único intuito de conter a influência russa no leste europeu. Com a particularidade de ser governado de mãos dadas com as máfias que controlam o tráfico de armas, droga e seres humanos. E agora, que a secessão étnica foi aceite como motivação independentista, e que a "independência" vai ser suportada pelos cofres europeus, com que motivo é que se pode recusar idêntico tratamento às minorias húngaras na Sérvia e Roménia, já para não falar nos bascos, irlandeses, corsos, ou nos...

publicado por Pedro Sales às 11:43
link do post | comentar | ver comentários (7) |

Zero TV
ZERO DE CONDUTA
Filipe Calvão

José Neves

Pedro Sales

Vasco Carvalho


zeroconduta [a] gmail.com
Indecisão 2008
Subscreva
Zero links
arquivos

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Feeds