Terça-feira, 6 de Novembro de 2007
E, como também atravessamos algumas pontes romanas, até pensámos em fazer uma concessão até 4007
Ponte Romana em Pônsul
"Ainda andamos em algumas estradas do século XIX", ministro das Finanças, no Prós e Contras, justificando a concessão até 2099 das Estradas de Portugal a capitais privados.


publicado por Pedro Sales às 00:23
link do post | comentar | ver comentários (2) |

Segunda-feira, 5 de Novembro de 2007
Sendo jogadores do Jaime Pacheco, talvez a Prosegur esteja interessada
Os jogadores do Boavista vão ser colocados à venda pelas Finanças, devido a uma penhora por incumprimento das obrigações fiscais do clube. A notícia é avançada pelo semanário Sol na sua edição online.

publicado por Pedro Sales às 10:28
link do post | comentar |

Quarta-feira, 24 de Outubro de 2007
Desculpe lá, senhor procurador, mas o deputado Nuno Melo está com a agenda muito ocupada
A audição parlamentar urgente do Procurador-Geral da República, Pinto Monteiro, sobre escutas telefónicas foi hoje aprovada por unanimidade, mas o próprio partido que a requereu, o CDS-PP, pediu que se realizasse depois da próxima semana.

O deputado do CDS-PP Nuno Melo foi quem pediu que não fosse agendada para a próxima semana porque se iria ausentar do Parlamento nesse período e gostaria de estar presente na audição.


publicado por Pedro Sales às 20:06
link do post | comentar | ver comentários (1) |

Terça-feira, 23 de Outubro de 2007
Uma melodia tão agradável que tapamos os ouvidos
No nosso Clube, o ruído dos tiros, é uma melodia comparado com o dos aviões que cruzam a cidade e com o próprio ruído produzido pelo trânsito infernal ao qual felizmente escapamos neste local. No site do Clube de Tiro de Monsanto.

Pela minha parte, que costumo andar de bicicleta em Monsanto, e ainda não me habituei à melodia do chumbo a cair no capacete, confesso que gostava de perceber que música é que os responsáveis por este clube de tiro deram ao PSD, Carmona Rodrigues e Helena Roseta - que votaram contra a remoção desta bizarria lisboeta, permitindo a perpetuação de um clube de tiro dentro de um parque florestal no centro da cidade.

publicado por Pedro Sales às 17:05
link do post | comentar | ver comentários (7) |

Quinta-feira, 11 de Outubro de 2007
Catalina abriu a Pestana
Catalina Pestana descobriu, quatro meses depois de deixar a provedoria da Casa Pia, que tudo indica que as crianças da instituição continuem a ser abusadas sexualmente. É o sintoma Pedro Strech, o pedopsiquiatria que acompanhou estes jovens durante anos, e que só descobriu a dimensão dos traumas que afectavam e molestavam psicologicamente as crianças depois do assunto chegar aos jornais e televisões. Catalina Pestana esteve anos e anos na Casa Pia sem se conhecer uma denúncia sua sobre os eventuais abusos sexuais praticados na instituição. Quando o processo atingiu os píncaros mediáticos, e se tornou um caso inegavelmente político, andou meses a dizer que só se preocupava com os "seus meninos", jogando com as emoções colectivas para intervir numa das maiores campanha de manipulação política e mediática que o país conheceu nos últimos anos. Agora, que deixou a Casa Pia, aparece novamente a falar nos abusos sexuais e a acusar quem nem chegou a ir a julgamento. Se não é pelas crianças, por quem pia Catalina?

publicado por Pedro Sales às 14:27
link do post | comentar | ver comentários (5) |

Quinta-feira, 4 de Outubro de 2007
Ficar com o dinheiro dos contribuintes ainda vá que não vá, agora ouvir o Roberto Carlos é que não s
Luís Filipe Menezes trocou, em 1988 e 1999, as "viagens fantasma", que (não) fez quando era deputado, por bilhetes nos Casinos do Estoril e de Vilamoura para assistir aos espectáculos de Roberto Carlos e de Dione Warwick.



publicado por Pedro Sales às 18:17
link do post | comentar | ver comentários (2) |

Domingo, 30 de Setembro de 2007
Solidariedade Inter-Blogues
Pacheco, amigo, a malta está contigo.


publicado por Vasco Carvalho às 05:30
link do post | comentar | ver comentários (6) |

Sábado, 29 de Setembro de 2007
Bom dia,
são 5:30 da manhã de Sábado, 29 de Setembro de 2007. O Zero de Conduta anuncia, com algum pesar, o regresso em força desse PSD achinelado, expressão trágico-cómica da via pop-chunga para a Social Democracia Portuguesa.

Fontes próximas da nova liderança asseguram o ZdC da existência de intensos contactos de bastidores, no que parece ser um esforço para formar rapidamente o governo sombra de Dr. Menezes. Apesar dos muitos rumores, o nome que todas as fontes parecem confirmar é, como já poderiam adivinhar, o de Alexandre Frota.

Alexandre Frota - Secretário de Estado para a Baixa Cultura

PSD
Por um Portugal Pop-Chunga
(e acabou a conbersa carago)


publicado por Vasco Carvalho às 05:23
link do post | comentar | ver comentários (1) |

Cheira a futuro
"O democrático calça seu aperto de mão de camurça anti-séptica e tira macacos do nariz da criança para os comer em público. Delirantes os pais servem-lhe as crias numa travessa azul andorinha com um requerimento espetado na boca. O democrático que fez constar que a liberdade é o democrático gostar de leitão ingere a criança tostada numa mastigação que os microfones traduzem numa língua para falar às baratas e dá finalmente um arroto. «Cheira a futuro» dizem os pais com a mão na algibeira acariciando o seu orgão de continuidade. E cantam hinos até a polícia vir. (...) Felizmente o democrático não é outra coisa além do que não é. Se o democrático fosse uma oleografia de Nosso Senhor Jesus Cristo, encimava as camas de todos os bordéis latinos, cristianissimamente pendurado pelo fervoroso mau gosto das prostitutas."
(Natália Correia, Poesia Completa, 2ª edição, p. 334)


publicado por Vasco Carvalho às 02:44
link do post | comentar |

As directas já têm os seus vencedores
A questão deixa de ser 2009, passa a ser por quantos e saber se estará interessado em ir a votos em 2013. Menezes ganhou as directas sem apresentar uma ideia ou uma proposta digna desse nome. ão lhe vai bastar continuar a dizer o contrário de Marques Mendes. Deu para ganhar o partido, mas agora necessita de dar corpo a propostas e alternativas. Isso é toda uma outra história, ainda por cima desconhecida para Menezes.

A inconstância política de Menezes, bem revelada no caricato marca-desmarca do debate televisivo, vai ser o dia-a-dia do PSD com Menezes. Muito barulho, mas sem nada para dizer. Não será o festim que foi com Santana, mas andará lá perto. Podem começar a reservar umas páginas no principal jornal satírico, ainda por cima sem precisar de grande trabalho de edição.
Permaneceu à margem desta campanha, reservando-se. O seu grupo, contudo, tudo fez para que Menezes ganhasse as eleições. Deverá ser o novo líder parlamentar do PSD, cargo que lhe permitirá debater quinzenalmente com o primeiro-ministro. Será dele o principal palco da actividade política da oposição.

publicado por Pedro Sales às 01:13
link do post | comentar | ver comentários (1) |

Quarta-feira, 5 de Setembro de 2007
Aproveitando a onda...
... o Zero de Conduta aproveita este modesto espaço para lembrar a senhora ministra da Educação de que pode convidar estas duas empresas para darem aulas nas escolas públicas sobre o cumprimento do código da estrada e o respeito pelos limites de velocidade......estas duas podiam ficar com as aulas de sensibilização ambiental e Redução do consumo de energia...

... e, claro, entregar aos seguranças da Kapital as sempre úteis aulas de Educação para a Cidadania.


publicado por Pedro Sales às 07:35
link do post | comentar | ver comentários (6) |

Terça-feira, 4 de Setembro de 2007
Mais perto do que é importante
A partir de 2008, as crianças portuguesas entre os seis e os onze anos vão ter aulas de publicidade nas escolas públicas, no âmbito do programa Media Smart. De acordo com os promotores, o objectivo é ensinar temas e conceitos relacionados com a comunicação comercial e não comercial, pretendendo integrar as matérias lúdico-didácticas concebidas por este programa nos currículos do 1.º ciclo, fornecendo às crianças “ferramentas para descodificarem a publicidade e aguçarem o sentido crítico”. Daqui a três anos, dizem os organizadores, esperam estar em metade das escolas portuguesas.

Aqui chegados talvez valha a pena sabermos quem é que dá a cara pela Media Smart. Nada mais nada menos do que a Associação Portuguesa de Anunciantes. Participam no Comité de Direcção do Programa, que tem como objectivo “assegurar a correcta implementação do projecto no terreno”, todos os patrocinadores do Media Smart. À frente deste comité aparece o director-geral do Grupo Nestlé em Portugal, António Saraiva de Reffóios, e os financiadores até agora conhecidos são a Danone, Kellogg´s, Modelo/Continente e, claro, a própria Nestlé.

Nada nesta iniciativa bate certo, a começar pelo extraordinário facto do Ministério da Educação abrir as portas a empresas privadas para, nas escolas públicas, ensinarem e divulgarem conteúdos programáticos. O ME associa-se mesmo, através da Direcçção Geral da Inovação Curricular, a estas empresas para a definição dos currículos e métodos de aprendizagem. Bem sei que o Governo tem um problema com a ocupação dos tempos livres dos alunos, e fica mais barato concessionar a formação pública a generosas empresas privadas do que a entregar aos tais professores que agora ficaram de fora do concurso, mas a decência tem limites abaixo dos quais não se deve descer.

Mas a verdadeira aberração deste projecto é que estes senhores, com o apoio do Ministério da Educação, estão a tentar fazer-nos acreditar que algumas das empresas que mais milhões de euros gastam em publicidade destinada às crianças, e a encharcar os miúdos com toneladas de açúcar, vão gastar dinheiro para irem dizer ao seu público alvo para não acreditarem nos seus anúncios. Não é preciso ir a uma aula Media Smart para perceber que isso tem um nome: publicidade enganosa. Este disparate tem tanto sentido como o Ministério da Educação convidar a associação República e Laicidade para ministrar as aulas de Religião e Moral nas escolas, ou convidar a Bayer e a Roche para promover a generalização de genéricos.

Este programa já está a funcionar há muitos anos em vários países, como o Canadá e Inglaterra,  diz a Associação Portuguesa de Anunciantes. Tudo bem. Mas, lá como cá, o motivo é sempre o mesmo. Prevenir a crescente pressão que os consumidores, pais e poder legislativo tem vindo a fazer para a diminuição, ou proibição, de anúncios que estimulem o consumo de comida com elevados níveis de açucar e calorias às crianças. Juntando-se debaixo deste simpático chapéu, as empresas envolvidas lançam campanhas de charme para nos chamarem a atenção para o seu elevado sentido de responsabilidade social. Compreendo que o queiram fazer, e até acho legítimo, mas nunca nas escolas públicas, disfarçado de conteúdos programáticos e curriculares.

A obesidade infantil é o maior problema de saúde pública das sociedades modernas e ninguém quer ficar mal na fotografia. A McDonald´s começou a vender saladas e sopas. A Danone e a Nestlé pagam a formadores para tentarem incluir os seus conteúdos programáticos nas escolas do 1º ciclo. Que o Ministério da Educação suporte, e apoie, esta campanha de branqueamento da imagem é que ultrapassa todos os limites do concebível e razoável.

publicado por Pedro Sales às 14:21
link do post | comentar | ver comentários (9) |

Quarta-feira, 29 de Agosto de 2007
you can run but you can't hide


publicado por Vasco Carvalho às 19:45
link do post | comentar | ver comentários (1) |

Terça-feira, 14 de Agosto de 2007
É cada vez mais difícil ser promotor imobiliário em Havana (take 2)
A Sonae Sierra e a ING Real Estate venderam 50% das Torres do Colombo à parceria Iberdrola Inmobiliaria/Caixa Geral de Depósitos (CGD), por 12 milhões de euros, ficando a empresa imobiliária da eléctrica espanhola com 25% deste projecto de escritórios em Lisboa e o banco português com os outros 25%.

Vejamos. A mesma Sonae que exige, em tribunal, 71 milhões de euros à Câmara Municipal de Lisboa como indemnização pelos alegados lucros cessantes causados pelo atraso na autorização desta obra, avaliou o valor das torres em 24 milhões de euros. Restam duas leituras. Ou os administradores da Sonae são tolos e deixaram-se roubar de forma infantil pela Iberdrola, ou tomam os outros por tolos e querem roubar os lisboetas de forma infantil. Cada um que faça a sua leitura.

publicado por Pedro Sales às 13:50
link do post | comentar | ver comentários (5) |

Quinta-feira, 2 de Agosto de 2007
Jornalismo de sarjeta
Rupert Murdoch, o dono do maior grupo de comunicação social do mundo, a News Corp, comprou a empresa detentora do Wall Street Journal por 3700 milhões de euros. Rupert Murdoch não é apenas o dono de um imenso império mediático. É um radical de direita que usa os seus órgãos de comunicação ao serviço de uma agressiva agenda política. Apoiante da administração Bush desde o primeiro dia, os seus jornais e televisões estiveram na primeira linha do apoio à guerra do Iraque. A Fox News, como aqui já mostrámos por diversas vezes, é o braço armado desta forma muito peculiar de fazer jornalismo, onde passa por normal ver comentadores a discutirem como o serviço público de saúde fomenta o terrorismo. Agora, com a aquisição do Wall Street Journal, Murdoch ganha aquilo que lhe faltava: um jornal influente que lhe permita disputar a imprensa de referência ao New York Times. O jornalismo tem os dias contados no centenário Journal. Chegou Murdoch e os seus amigos neo-conservadores para abastardar a informação. As consequências globais deste negócio serão imensas, até porque, como hoje recorda Sena Santos no Diário de Notícias, o próximo passo, a internet, é um negócio “planetário e apetecível”.


Deixamos aqui mais um exemplo do “jornalismo” da Fox News, mais uma vez atacando os candidatos presidenciais democratas. Depois de perseguirem Obama porque este fumava, qual foi o crime desta vez? Aceitaram participar na convenção anual do Daily Kos - um dos maiores blogues mundiais, com quase 500 mil leitores diários(!). Usando uma imagem colocado por um leitor não registado nesse site, o comentador da Fox elabora toda uma mirabolante tese sobre o extremismo da blogosfera e como esta tem empurrado o partido democrata para o radicalismo político. Inacreditável. Tudo isto, pelo mesmo idiota que, quando foi a São Francisco, não teve nada mais elegante para afirmar do que "[I]f Al Qaeda comes in here and blows you up, we're not going to do anything about it. ... You want to blow up the Coit Tower? Go ahead".

publicado por Pedro Sales às 18:54
link do post | comentar | ver comentários (2) |

Segunda-feira, 30 de Julho de 2007
Alguém faz testes psicotécnicos a esta gente?
Durante uma operação de vigilância a um político congolês, o operacional do SIS saiu por instantes da viatura para atender um telefonema, mas cometeu o erro fatal de deixar as chaves na ignição. Foi nesse momento de distracção que alguém terá entrado dentro do carro e partido a toda a velocidade, não dando margem para o agente reagir.

Dentro da viatura, um Fiat Stilo cinzento, estava todo o material de observação utilizado pelo SIS nas operações a que se dedica: um conjunto com três placas de matrícula falsas - vulgarmente utilizados nas operações à paisana -, uma câmara de vídeo, várias máquinas fotográficas e telefones móveis.


Mas este não foi o primeiro caso de furto de automóveis do SIS. Em 2004, numa operação levada a cabo na Malveira, perto de Mafra, um outro veículo foi furtado, depois de a equipa de operacionais se ter ausentado por momentos para executar uma tarefa policial. O automóvel, igualmente equipado, também não apareceu.


publicado por Pedro Sales às 11:26
link do post | comentar | ver comentários (2) |

Sexta-feira, 27 de Julho de 2007
Lunáticos por Israel





O que é que acontece quando se junta a poderosa direita cristã com o lobby israelita nos EUA? O resultado pode ser visto nesta videoreportagem que o Huffington Post fez no encontro anual dos Christians United for Israel. A sua agenda? Um ataque unilateral ao Irão e a expansão territorial de Israel. O seu discurso? Jesus regressará a Jerusalém depois da batalha do Armagedão e limpará a terra da presença do diabo. No final, todos os "infiéis" terão que se converter ao cristianismo ou sofrer eternamente no inferno.

O autor diz que nunca assistiu a um espectáculo tão "extremista, ultrajante e bizarro". Não está a exagerar. Podemos dizer que se trata de uma ínfima minoria dos cristão americanos e dos apoiantes de Israel, o que é certamente verdade. Mas é aí que reside o interesse desta reportagem. Como é que uma ínfima minoria de lunáticos consegue ter tão boas relações com a administração Bush e garantir a presença, nos seus eventos, do ex-líder da maioria republicana no Congresso, Tom Delay, ou do influente senador Joe Liberman? Os mistérios da politica externa da administração Bush passam bem mais pelos corredores e salões de hotel onde se realizam estes obscuros encontros do que, à primeira vista, se possa pensar. Mais uma razão para ver este vídeo.

publicado por Pedro Sales às 08:57
link do post | comentar | ver comentários (1) |

Quarta-feira, 25 de Julho de 2007
E não esquecer, também, fazer a comida e a lida da casa
"O aborto não será, com certeza, a primeira decisão de uma mulher porque é contra-natura. A função das mulheres é, precisamente, a da procriação". Rafaela Fernandes, deputada do PSD Madeira, defendendo a não aplicação da lei do aborto na Madeira. Vale a pena ler a notícia para ver as restantes declarações desta deputada. O disparate, está visto, parece ser um factor decisivo para a progressão interna dentro do PSD-M de Alberto João Jardim.

Vinte e cinco anos depois, ainda faz sentido recordar a resposta de Natália Correia ao deputado do CDS, João Morgado, que, no primeiro debate sobre o aborto na Assembleia da República, disse que "o acto sexual é para fazer filhos".

Já que o coito 
- diz Morgado -

tem como fim cristalino,

preciso e imaculado

fazer menina ou menino;

e cada vez que o varão
 sexual
petisco manduca,
temos na procriação

prova de que houve truca-truca.


Sendo pai só de um rebento,

lógica é a conclusão

de que o viril instrumento
 só usou
- parca ração! -
uma vez. E se a função 
faz o orgão - diz o ditado -
consumada essa excepção,

ficou capado o Morgado.

Natália Correia.


publicado por Pedro Sales às 10:45
link do post | comentar | ver comentários (2) |

Segunda-feira, 23 de Julho de 2007
Em Directo do Futuro


Imagens do próximo Congresso Nacional do PSD, via Poetv

publicado por Vasco Carvalho às 16:28
link do post | comentar | ver comentários (1) |

Quinta-feira, 19 de Julho de 2007
Confusos?
Depois de António Costa ter passado dois meses a dizer que as eleições para Lisboa não tinham nada a ver com a actuação do Governo, o Partido Socialista fez ontem uma declaração no Parlamento para fazer uma leitura nacional dos resultados eleitorais "dos partidos que pretenderam fazer um plebiscito ao governo".

Na resposta, PSD e PP, os dois partidos que centraram a campanha lisboeta na crítica ao Governo Sócrates, alegaram que estivemos perante umas eleições “atípicas” que não permitem uma leitura nacional dos resultados.

publicado por Pedro Sales às 09:00
link do post | comentar | ver comentários (1) |

Terça-feira, 17 de Julho de 2007
Panfletos de Eco-fanatismo I: Incursões no maravilhoso mundo das Perdizes Laranja










Para um olhar pouco treinado são duas espécies muito parecidas, e na verdade são ambas da família dos faisões. A questão é que a da esquerda é a perdiz cinzenta, que tem a cabeça laranja mas é claramente cinzentona. A outra não é bem uma perdiz mas assim é chamada na língua inglesa. É a perdiz de pescoço laranja, que tem, obviamente o pescoço laranja, e a cabeça negra. A primeira é a espécie mais comum da sua família e dá-se bem em terrenos com ocupação humana. A segunda está em extinção por perda do seu habitat natural.

publicado por Vasco Carvalho às 20:21
link do post | comentar | ver comentários (5) |

Zero TV
ZERO DE CONDUTA
Filipe Calvão

José Neves

Pedro Sales

Vasco Carvalho


zeroconduta [a] gmail.com
Indecisão 2008
Subscreva
Zero links
arquivos

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Feeds