Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Zero de Conduta

Zero de Conduta

09
Set08

Diz o roto ao nu

Pedro Sales

"Eu não tenho dúvidas. São atitudes como estas dos partidos políticos, e esforços como estes, que credibilizam a política em Portugal. É o esforço de tanta gente, que quer dar o seu melhor para procurar novas ideias e novos projectos, que credibiliza e dá confiança à política no nosso país. Do que eu não tenho dúvidas é que o que não dá credibilidade à politica é o discurso do negativismo, é o discurso da maledicência, é o discurso do pessimismo, é o discurso do bota-abaixo, é o discurso de que “nada é possível fazer no nosso país”. Não. Esse é um discurso medíocre, que nada tem a oferecer ao país, e que só convida à desistência e ao conformismo". José Sócrates, 8 Setembro 2008, no lançamento da fundação Respública.


A oposição quando faz oposição ao governo é maledicente e bota-abaixo, mas quando o primeiro-ministro aproveita o lançamento de um clube de reflexão para chamar medíocre à oposição está certamente a cumprir os anunciados objectivos da nova Fundação, oferecendo “o seu melhor para procurar novas ideias e novos projectos”.

2 comentários

  • Sem imagem de perfil

    Paulo Mouta 12.09.2008

    Não é possível apresentar um programa alterativo ao do PS sob pena de internamento psiquiátrico convencidos que estão de que esta é a única possível solução de governação. Solução essa partilhada pela pretensa oposição sob a identidade fraudulente de partidos diferentes com ideias comuns. Uma espéce de totalitarismo multipartidário em que todos pensam o mesmo, decidem o mesmo e apresentam as mesmas soluções. Dizem-nos que não existem outras e que só numa mente mesmo muito louca ou terrivelmente conspirativa poderão estar propostas e projectos de sociedade alernativos à merda que nos impingem como verdade única.

    O PS, como maior máquina geradora de ideias cópias de outras ideias que já erma cópias de outras ideias sempre na mesma direcção mas com o selo do socialismo, é também o maior distribuidor de carreiras e de carneirismos. É a maior escola de lambe-botas e beija-luvas na boa tradição nacional que em muito faz lembrar outros tempos. É fértil em apoiar os amigos e em dar a devida palmadinha nas costas dos inimigos. É um partido do povo com soluções iguais a todas as outras as que vierame que virão. É assim o ciclo das coisas nesta gigantesca fraude que alguns ainda têm a desplante de designar por democracia.
  • Comentar:

    CorretorEmoji

    Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

    Subscrever por e-mail

    A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

    ZERO DE CONDUTA

    Filipe Calvão

    José Neves

    Pedro Sales

    Vasco Carvalho


    zeroconduta [a] gmail.com

    Arquivo

    1. 2008
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2007
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D