Terça-feira, 26 de Agosto de 2008
Prevenção e dissuasão, diziam eles

Na sequência do júbilo público com o “sucesso” da operação de resgato do BES de Campolide, o que não faltaram foi vozes a dizer que o tiro de um sniper "foi mais importante para a prevenção do crime violento do que muitas leis”, ou a defender o "efeito dissuasor" que o mesmo ia representar no "mundo do crime violento". A julgar pelas imagens que têm aberto os noticiários da última semana, das duas uma: ou o pessoal do mundo do crime violento não tem televisão em casa e ainda não percebeu o alcance da mensagem, ou os nostálgicos do faroeste nunca perderam muito a pensar no assunto, caso contrário teriam reparado no escasso impacto que a severidade das penas ou a violência policial produz na prevenção da criminalidade, como se pode facilmente reparar pelo exemplo dos EUA



publicado por Pedro Sales às 21:27
link do post | comentar |

Comentários:
De Chico da Tasca a 27 de Agosto de 2008 às 11:07
O problema não é esse. O problema é o excesso de garantismo, a ideia de que as pessoas são todas intrinsecamente boas e que só cometem crimes devido a dificuldades económicas, e que são na sua maioria recuperáveis.

Tudo isto são tretas como todos sabemos, são ideias contaminadas pela ideologia de esquerda, a esquerda laxista, que preza a bandalheira e que acha que os criminosos são uns coitadinhos explorados pela burguesia da classe média e que portanto esta tem de acatar comn servidão a violência ou então subsidiar do seu bolso, com o fruto do seu trabalho e dos seus impostos, a boa vida dessa gente.

Não é assim, não tem de ser assim, eu não estou na disposição de subsidiar maltrapilhos nem de ser paternalista para com eles.

Se as prisões são pequenas e não cabem lá todos, faça-se um campo de concentração de segurança máxima e regime de trabalho no duro, e, todos aqueles que reincidirem em crimes violentos, nomeadamente os que envolvem armas, e ameaças à integridade fisica, são metidos lá dentro ad-eternum.

Mas para trabalharem no duro porque eu, que me levamto todos os dias às 6 para me poder sustentar e pagar os impostos, não tenho que andar a sustentar essa gentalha.

Já agora, o Sr. Ministro da Admnistração Interna, aquando dos incidentes da Quinta da Fonte, veio para os meios de comunicação dizer que os sujeitos que andavam aos tiros com armas ilegais, e que todos vimos na TV, seriam detidos e responsabilizados. Eu pergunto, quantos é que o foram até agora ?

Ou a idéia será aumentar-lhes os subsidios e dar-lhes casas maiores e com melhores vistas, para que não tenham o incómodo de terem de trabalhar e, talvez, se dignem entregar as ditas armas ilegais, pagas com o nosso dinheiro ?


De laranjo a 27 de Agosto de 2008 às 19:02
Pois é chico, mas a verdade é que vais ter de continuar a contribuir para a "gentalha". É este o preço que pagas para viver em democracia.
Se queres campos de concentração vai até Bergen Belsen que eles, com jeito, ainda põem um forninho a aquecer só para ti.


Comentar post

Zero TV
ZERO DE CONDUTA
Filipe Calvão

José Neves

Pedro Sales

Vasco Carvalho


zeroconduta [a] gmail.com
Indecisão 2008
Subscreva
Zero links
arquivos

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Feeds