Comentários:
De Anónimo a 31 de Julho de 2008 às 20:22
http://www.redorbit.com/news/technology/1502689/intel_collaborates_with_government_of_portugal_on_a_comprehensive_new/index.html?source=r_technology



http://www.pr-inside.com/intel-collaborates-with-government-of-r729568.htm



http://www.bit-tech.net/news/2008/07/30/intel-collaborates-with-government-of-portugal-on-a-comprehensive-new-education-initiative/1



http://www.edn.com/article/CA6582967.html?nid=2551



http://news.moneycentral.msn.com/provider/providerarticle.aspx?feed=BW&date=20080730&id=8958778



http://www.finanznachrichten.de/nachrichten-2008-07/artikel-11402746.asp



http://www.stockhouse.com/news/USReleasesDetail.aspx?n=6992956



http://www.miamiherald.com/business/technology/story/622947.html



http://www.theregister.co.uk/2008/07/30/intel_classmate_pc_deal_portugal/



http://www.cbc.ca/technology/story/2008/07/30/intel-laptops.html?ref=rss



http://news.bbc.co.uk/2/hi/technology/7533057.stm



http://blogs.ft.com/techblog/2008/07/intels-portuguese-play-with-classmate-pc/



http://www.usatoday.com/tech/products/2008-07-30-4132038184_x.htm

http://www.newswire.co.kr/read_sub.php?id=351231&no=0&tl=&nmode=&ca=&ca1=%EC%A0%84%EC%9E%90%ED%86%B5%EC%8B%A0-&ca2=&sf=&st=&of=&nwof=&conttype=&tm=1&type=&hotissue=&sdate=&eflag=&emonth=&spno=&exid=&rg1=&rg2=&rg3=&tt=




De Alexandre a 31 de Julho de 2008 às 22:24
O Magalhães não foi um tipo que emigrou e que morreu antes de completar aquilo a que se propôs fazer às ordens do seu patrão estrangeiro?


De Mário Rodrigues a 1 de Agosto de 2008 às 00:53
Eu concordo com muito dito em anteriores posts, no facto de que crianças devem ter contacto com a tecnologia mais cedo e tal. Mas verdade seja dita, que este governo ta todo baralhado.

Quer dizer, miuditos de 6-11 anos tem direito a um computador portatil, mas pessoas como estudantes universitários ou até mesmo advogados ou gente que trabalhe diariamente ou necessite de um computador para trabalhar e têm de gastar do seu bolso por algo que necessitam, enquanto que provavelmente, putos que atiram coisas como essas contra as paredes, vao receber de mao beijada tal prémio.
Mas quem sou eu para dizer isto, já há algum tempo que parece que o Governo não quer saber da "voz do povo". Já agora, parabéns pelo blog que está muito bom e continuação de um bom trabalho.


De Rui a 2 de Agosto de 2008 às 18:35
Advogados? tá a gozar certo? já agora não quer que o governo dê um carro a toda a gente com o dinheiro dos seus impostos?


De João Pinto e Castro a 1 de Agosto de 2008 às 12:42
Não percebi ao certo qual é o seu ponto. Afinal, de que é discorda? É só a questão da propaganda? Mas não me parece sério culpar o governo das asneiras que os jornais escrevem. Quem afirmou que iriam ser criados mil postos de trabalho? Foi o governo ou algum seu porta-voz?


De Pedro Sales a 1 de Agosto de 2008 às 13:14
Não foi só a comunicação social.Pode ser um trabalho preguiçoso, é certo, mas alguém lhes deve ter dito que a Intel ia construir uma fábrica para criar 1000 novos empregos. Terá sido o governo? Não sei.

Mas há outra história, a do computador como invenção nacional. E essa partiu do PS. António Costa, o número dois do PS, ainda ontem esteve na Quadratura do Círculo a elogiar o Magalhães como sendo o produto da capacidade tecnológica e da investigação nacional. Não é só a comunicação social que inventou esta história, como se vê. Quando muito, este programa revela que temos uma indústria com capacidade para montar computadores. Mas isso já tínhamos há muito. Nós e mais uns cento e tal países.


De Rosado Correia a 1 de Agosto de 2008 às 15:04
Então é este o jackpot de que falava o Expresso???

O governo assegura 500 mil chips Intel (os do OLPC do Negroponte são da AMD) e em troca tem direito a uma capa no jornal do regime e nas televisões portuguesas.

Nada mau para o fabricante - vende sem concurso meio milhao de unidades para as escolas, excelente negocios para a Intel. Sem investir um euro em Portugal, mata a iniciativa do Negroponte e assegura meio milhão de vendas.

Vale tudo em troca de um número de propaganda ao melhor estilo Chavez. Há eleições à vista e todos os numeros sao poucos.


De Jorge a 1 de Agosto de 2008 às 18:12
Exactamente, caso contrário e se a iniciativa não fosse motivada pela propaganda podiam perfeitamente ter optado pelo XO da OLPC, não era? Mas isso não dava direito a este showoff

Enfim!


De Francisco a 1 de Agosto de 2008 às 15:35
Repararam ontem na 'Quadratura do Círculo' (SIC N)? O 'comentador' António Costa mostrou um Magalhães, mas... surpresa... estava equipado com Windows (como se ouviu perfeitamente ao fechá-lo)


De lucklucky a 1 de Agosto de 2008 às 20:21
Estranho alguns comentários aqui...parece que não se preocupam por o dinheiro dos seus impostos estar a ser investido por terceiros, neste caso o Governo, e nem sequer ficam com um título de propriedade como uma acção em troca... Se é tão excelente porque raio um privado não a começou?


De francisco a 2 de Agosto de 2008 às 00:20
Caros amigos
Porque acho importante divulgar este vosso post, ajudando uma vez mais a desmascarar a mentira e a propaganda com que somos diariamente bombardeados, gostaria de vos dizer que com a devida vénia acabo de o reproduzir neste blog:
http://psitasideo.blogspot.com/
Caso discordem digam-me que, imediatamente, o eliminarei.
Parabéns pela investigação.
Cumprimentos


De carlos a 3 de Agosto de 2008 às 22:14
A publicidade enganosa do primeiro-ministro não se limitou ao mini-portátil. A referência que fez ao aumento da velocidade da internet nas escolas foi outra mentira, embora seja provável que se tenha tratado apenas de uma ‘gaffe’.

Sócrates anunciou que em sete meses vai pôr a internet nas escolas a 48 MBps (megabytes por segundo) !!!

Actualmente os operadores oferecem a velocidade máxima de 24 Mbps (megabits por segundo) nos seus tarifários para o mercado residencial.

Ora 1 MBps = 8 Mbps, o que significa que a velocidade anunciada pelo primeiro-ministro – os 48 MBps - andaria perto dos 400 Mbps, 16 vezes a velocidade máxima actual - há que reconhecer que é obra.

Fiquemos à espera de ver a promessa cumprida, Aguardemos então pelos 48 “megabaites”...



De Mónica a 3 de Agosto de 2008 às 22:52
portáteis a crianças dos 6 aos 10 anos? acho uma loucura, ou serão só os meus que têm os quartos desarrumados, com secretárias cujo tampo, frequentemente, não se consegue ver de tão atulhadas que estão? ou serão só os mesu que têm as mochilas de escola cheias de tralha onde mal se percebe o que é trabalho e o que é do recreio?

(dei, recentemente, o 1º computador ao meu filho de 10 anos e, pelos motivos acima, preferimos um pc a um portátil)


Comentar post