Comentários:
De Luís Lavoura a 9 de Junho de 2008 às 13:08
Eu nem sequer sei onde fica a dita praça, e não moro nesse bairro de certeza. Mas pergunto, é assim tão grave ter música, por má e em alto volume que ela seja, até às dez e meia da noite? Infelizmente, as Câmaras licenciam, explícita ou implicitamente, coisas bem piores - o Rock in Rio, por exemplo, ou certas discotecas. E é assim tão grave que, para se estacionar o carro perto de casa, se tenha que mostrar um salvo-conduto de morador? Ao fim e ao cabo, o mesmo se passa no Bairro Alto, onde também só entra de carro quem fôr morador... E é assim tão grave ficar-se sem um jardim durante um mês? Há quanto tempo é que muitos outros jardins da cidade estão em Obras de Santa Engrácia?

Parece-me que se está a fazer demasiado barulho por uma questão minúscula.

Luís Lavoura


De Pedro Sales a 9 de Junho de 2008 às 13:39
Luís,

A praça fica entre o Parlamento e o Príncipe Real.

Passei pela Praça das Flores às 20 horas da última sexta-feira e o que encontrei foi dezenas de seguranças privados a pedir o registo na junta de freguesia para deixar entrar os moradores e uns bons dez políciais a acompanhar o processo. na esquina, dentro de uma carrinha, encontravam-se uns bons 10 polícias do corpo de intervenção. Não sei se o aparato policial é estes todos os dias, mas é bem elucidativo sobre o que se está a passar na Praça das Flores.

A questão não é ficar sem o jardim. É ficar sem o acesso ao bairro durante 15 dias.


De Alberto João a 9 de Junho de 2008 às 16:50
Pois...grande visão a tua Lavoura.
Para mim, que moro na Praça das Flores, todos os inconvenientes do Rock in Rio em Chelas são uma questão minúscula! Diz-me onde moras dir-te-ei quem és...


De nm a 9 de Junho de 2008 às 13:12
Certa blogosfera, nomeadamente a próxima do BE, aproveita todas as oportunidades para bater no PCP. Pq sim e pq não. Se é legítimo que o faça, descentrando o alvo, queriam o quê, quando Sá Fernandes, candidato canibalizado pelos bloquistas, se põe a jeito. Ou só o PCP é que atira ao lado?


De Pedro Sales a 9 de Junho de 2008 às 13:35
Não, não é só o PCP, como poderá constatar no post.


De Manuel Leão a 15 de Junho de 2008 às 14:52
Que inocente que é o Zé. Realmente ele fazia muita falta, como se vai constatando a par e passo. Ainda o hei-de ver a fumar. Les coquins me fatigue! " (Traduzido para Lisboeta de Alcântara, quer dizer: Estou farto de malandros!)


Comentar post