Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Zero de Conduta

Zero de Conduta

31
Mai08

Ganda Amy

Pedro Sales

Anda para aí uma grande indignação com o concerto de ontem de Amy Winehouse. A sua voz esteve longe do brilhantismo do estúdio e estava alcoolizada ou sob a influência de outras substâncias? Claro que sim. Mas, o que esperavam? Os relatos sobre os tumultuosos concertos de Amy são mais do que abundantes. Que os índios agora descobertos na Amazónia desconhecessem as condições em que actua Winehouse é compreensível, agora quem foi sabia perfeitamente ao que ia. E o que viu, para além dos problemas com a voz e da notória desadequação da sua música num festival ao ar livre, foi do  melhor que alguma vez passou pelo parque da Bela Vista. Não só pela sua actuação, como pelo brilhantismo dos músicos  que a acompanham.

 

Num festival famoso pelos actuações sensaboronas e milimetricamente previsíveis dos Sting ou Santanas fora de estação, o fulgor de Amy (aqui bem explicado) tinha mesmo que dar que falar e causar tanta confusão. Em Portugal, as pessoas vêem um concerto querendo uma recriação perfeita da música que conhecem do estúdio. O mais curioso é que suspeito que grande parte destes “puristas”, chegam a casa e recostam-se no sofá a ouvir a Billie Holiday ou a Nina Simone, dois génios que não acabaram a sua carreira em condições muito distintas das actuais de Amy. Eu, por mim, continuo a achar que o melhor concerto que a que assisti foi o dos Pogues no Coliseu, com um Shane MacGowan completamente alcoolizado. Será sempre melhor que o plástico que para aí anda.

9 comentários

Comentar post

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

ZERO DE CONDUTA

Filipe Calvão

José Neves

Pedro Sales

Vasco Carvalho


zeroconduta [a] gmail.com

Arquivo

  1. 2008
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2007
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D