Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Zero de Conduta

Zero de Conduta

21
Mar08

O grau zero do oportunismo

Pedro Sales
CDS-PP quer ouvir Governo sobre caso de violência na escola Carolina Michaelis. Já era de esperar que, mais dia menos dia, o PP viesse demonstrar até que ponto é possível descer no aproveitamento demagógico de situações como estas. Quererá o PP fazer-nos crer que o primeiro-ministro é o responsável pelos telemóveis que entram nas salas de aula (apesar de serem proibidos), a ministra tem que responder pelos sms que os petizes enviam uns aos outros e o Presidente da República tem que "dar a cara" de cada vez que um aluno agride um professor? Mas o melhor é mesmo a "justificação" para o requerimento. É que o PP apresentou um projecto de lei, que foi rejeitado pelo Parlamento, onde se defendia a criação de um Observatório Escolar. Ora aí está. Tivesse esse Observatório sido criado e nunca, mas nunca, a aluna do 9.ª C da Carolina Micahelis teria tido a coragem de fazer o que fez à professora... O oportunismo devia ter limites.
 
PS: Na desenfreada fúria com que pretende ouvir tudo e todos na Assembleia da República, o PP podia aproveitar e exigir audições sobre os casos dos sobreiros, casino, fotocópias ou submarinos, temas esses de claro interesse público mas que parecem arredios da agenda do PP. Vá-se lá saber porquê.

3 comentários

  • Imagem de perfil

    Pedro Sales 22.03.2008

    caro Lino José

    É óbvio que a aluna deve ser penalizada, esse assunto nem se discute e ninguém aqui defendeu o contrário. É para isso que existem mecanismos disciplares nas escolas. O que se questiona é a intervenção da ministra. O Lino José entende que a ministra tem que dizer que sanção é que a aluna vai sofrer, uma competência que me parece própria do conselho de turma da escola. Os ministros têm que ser responsabilizados pelo Estatuto disciplar existente, no caso deste se revelar ineficaz. Foi essa a reacção do PSD, compreensível e aceitável. O PP, com o qual o Lino José concorda, preferiu chamar a ministra por causa de um caso particular que é a escola que tem que resolver. A primeira é uma resposta política, a segunda é um aproveitamento oportunista.
  • Sem imagem de perfil

    Carlos Gonçalves 24.03.2008

    Exmo. Sr. Pedro Sales,

    “. É para isso que existem mecanismos disciplinares nas escolas. O que se questiona é a intervenção da ministra.”

    Creio que teve oportunidade de saber – de post anteriores e do conhecimento mais elementar do sistema de ensino sobre o qual se pronuncia – que NÃO EXISTEM MECANISMOS DISCIPLINARES nas escolas! O senhor ainda não percebeu? Desculpe-me a insistência, mas tem filhos em idade escolar? Fala com eles?

    É exactamente porque não existem mecanismos disciplinares nas escolas (estou a referir-me a estruturas funcionais e não a tretas que, de facto, não funcionam) que faz todo o sentido interpelar a responsável pela política educativa. E embora seja justo dizer que não se chegou onde estamos de um dia para o outro – e, portanto, apenas em razão das políticas desta ministra – a verdade é que ela não tem feito rigorosamente nada para remediar este estado de coisas e tudo parece fazer para o agravar ainda mais.

    Por esta razão simples, o Senhor Lino José, eu, e todos os outros contribuintes tem todo o direito de querer saber o que acontece àquelas criaturas. E é a Sr.ª Ministra que tem de responder.

    Porque em relação ao que a escola pode fazer, estamos falados (ou ainda não percebeu? – desculpe insistir na pergunta, não quer ser indelicado, mas estou sinceramente impressionado com a sua fé nos “mecanismos disciplinares” concebidos pelas políticas educativas a que temos direito)

    Carlos Gonçalves
  • Comentar:

    Mais

    Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

    Subscrever por e-mail

    A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

    ZERO DE CONDUTA

    Filipe Calvão

    José Neves

    Pedro Sales

    Vasco Carvalho


    zeroconduta [a] gmail.com

    Arquivo

    1. 2008
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2007
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D