De Zé da Póvoa a 27 de Fevereiro de 2008 às 16:36
Convém também dizer que a CP é uma das empresas públicas que mais prejuízos acumula, o que nos entra directamente no bolso, através dos impostos que pagamos! Não me parece que se justifique manter uma desigualdade favorável a 72 quando a empresa tem é que reduzir encargos dràsticamente. Aceito, contudo, que os "cortes" deveriam começar pela Administração e Cargos superiores. P.e: viaturas distribuidas, prémios especiais, ajudas de custo, etc.!


De João Pereira a 28 de Fevereiro de 2008 às 11:06
Nessa lógica, feche-se o parlamento pois dão altos prejuízos e é uma desigualdade social reformarem-se em tão pouco tempo. E por aí fora..... Triste país este onde tudo o que poderia ajudar a classe média (a que mais trabalha e paga impostos) está a ser destruído!


Comentar:
De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres