Comentários:
De Sócrates a 11 de Fevereiro de 2008 às 19:27
Peço desculpa por não ter que ver com este tópico (podem apagar o comentário), mas não se esqueçam de actualizar o feedburner com o novo endereço ou meter um link para zerodeconduta.blogs.sapo.pt/data/rss ;)


De jonasnuts a 11 de Fevereiro de 2008 às 20:52
Feeds já com link (posts e comentários). O Feedburner será certamente actualizado brevemente :)


De Sócrates a 11 de Fevereiro de 2008 às 22:44
Mais um para a juntar-se à frota de Blogs SAPO, é sinal do bom trabalho que têm feito, parabéns :)


De Ernesta a 19 de Fevereiro de 2008 às 12:36
Só hoje vi este post e apesar de não gostar do Berardo gostava de esclarecer o seguinte:
1. Uma casa é sempre urbana e nunca rústica. A classificação de um prédio como urbano ou rústico tem a ver com a lei civil, direitos reais, e não cria, ipso facto, qualquer direito administrativo. isto é, apesar de um terreno poder ser considerado urbano não implica que seja urbanizável...
2. Este é um tiro no escuro, mas a "valorização" do terreno deve ser mais oficial que real. O terreno foi comprado e escriturado por 500.000,00, mas será que foi este o valor pago? Sem querer levantar calúnias, mas também não sendo anjinha , tenho dúvidas...
3. O terreno vai agora ser vendido indirectamente - na realidade parece, pelo que li nas notícias, que estão a ser cedidas shares " numa sociedade com sede na Zona Franca da Madeira. Percebe-se que agora, fiscalmente, não haja grande desvantagem em indicar o valor real do negócio.


Seja como for tenho cá para mim que não tarda irão aparecer ali dois campos de golfe, que nada impede que sejam construídos em terrenos rústicos. As 18 casinhas, devidamente reconstruídas, chegam, para já, para ser um excelente negócio.


Comentar post