Comentários:
De Nuno Tavares a 3 de Setembro de 2007 às 18:03
O eterno ilusionista Marcelo!
Quem não o conheça que o compre!
Assim que ele começa a prélica dominical eu mudo de canal!
Ele tenta passar imagem de coerência qdo na realidade não se encontra no seu discurso qq ponta de coerência. "E é disso que vive Marcelo, o comentador: de lançar a confusão, baralhando os seus interlocutores com argumentos, uns verdadeiros, outros apenas semi-verdadeiros, uns relevantes e pertinentes, outros do domínio da coscuvilhice, para no final extrair as conclusões que quer, parecendo ter feito um raciocínio perfeitamente lógico e coerente." (in http://corporacoes.blogspot.com/2007_06_01_archive.html)
Se desmontarmos a argumentação logo veremos que não sobra nada!
É comparar o nivel com o de António Vitorino, às 2ªs feiras à noite e logo se vêm as diferenças!
Cpmts


De Anónimo a 2 de Setembro de 2007 às 21:15
O primeiro bebe-se inteiro
O segundo até ao fundo
O terceiro como o promeiro
O quarto como o segundo


De samuel a 2 de Setembro de 2007 às 13:48
11. Sendo dirigente de um partido, não aceitar financiamentos ilegais de empresas.

12. Sendo dirigente de uma empresa, resistir à tentação de corromper os partidos.

13. Sendo dirigente de um partido e depois de apanhado "com a mão na massa", não dizer que não sabia de nada, pois mentir é quase tão feio como ser corrupto.


Comentar post