De Anónimo a 9 de Outubro de 2007 às 11:50
Gostei do eufemismo das "referencias" a substituir os preconceitos ;)

Pedro
O que me parece é que o preconceito se alarga, pura e simplesmente, á questão do privado e isso, do meu ponto de vista, não faz nenhum sentido. Hoje, investimentos deste tipo (F wV, IKEA, etc, ) são vitais para a economia portuguesa e devem ser apoiados e estimulados pelo governo. E ao contrário do que dizes, mesmo nos investimentos mais pequenos, os governantes devem estar lá desde que eles incorporem alguma vantagem pública, por mais pequena que seja, emprego, tecnologia, ambiente ou qualquer outra. Qual é afinal o problema dessa promoção ou visibilidade ? que vendam mais ? ainda bem, pá, o que interessa é que as empresas vendam.

Real


Comentar:
De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres