Comentários:
De Anónimo a 24 de Janeiro de 2008 às 16:43
Olá, boa tarde,

A lei do tabaco não tem nada haver com fascismo nem com comunismo, tenham juizo.

A lei do tabaco tem haver com civismo que pessoas degradadas não tem.

Tudo tem limites inclusive a liberdade. Ponham isso na cabeça

Depois os degradados querem fumar em todo o lado sem se preocuparem com os outros e com a sua saude.

Um fumador é um viciado, logo ele não é livre, é escravo do tabaco.
Por isso como querem ter liberdade se eles mesmos se privam dela ?

Foi com essa ideia em relação à liberdade que os degradados defensores do aborto aprovaram a lei do crime contra seres humanos indefesos.
Bom, mas isso é conversa para outra hora.

A lei do tabaco como está está muito bem

Deixem-se de fascismos e comunismos

Cumprimentos
César Oliveira
http://www.profissionalweb.net/blog/
http://www.profissionalweb.net/cursos/
http://www.profissionalweb.net/sondagens/


De VT a 22 de Janeiro de 2008 às 19:04
Na mouche. Também considero a lei anti-tabaco exagerada e paternalista, e acho que a fúria antitabagista não é mais do que uma maneira de os governos distrairem os cidadãos relativamente aos problemas realmente importantes do planeta. Mas daí a falarmos de uma lei fascista vai um passo enorme.


De max a 17 de Janeiro de 2008 às 00:17
post certeiríssimo...


De Tiago Pregueiro a 15 de Janeiro de 2008 às 22:54
Parabéns pelo post! JPP deve ter a mania que sabe tudo sobre todas as coisas e como tal quer impor a toda a gente uma verdade que é a dele.

Depois, pensa que é o pai da internet em portugal! Aliás acha que é o pai da blogosfera mundial! O mais engraçado é que o senhor "democracia" tem um blogue que não permite comentários! Ou seja, é a lógica católica apostólica do "Eu falo e vocês ouvem o que eu tenho para dizer!".

Como pode ele falar de democracia?


De josé manuel faria a 15 de Janeiro de 2008 às 22:18
Neste caso Pacheco é tonto. Defender criminosos neonazis.


Comentar post