De Anónimo a 11 de Dezembro de 2007 às 12:38
"Tomaram, elas e eles (moçambican@s), que lá aparecesse alguém com um latifúndio e que lhes desse um trabalho que não os deixase à mercê da fome, se não chove, se vem bicho, se lhe roubam"

o-lidador


O alcunhado "O Lidador" (Gonçalo Mendes da Maia) foi um dos conquistadores do Alentejo aos Mouros.


No Séc. XXI este seu homónimo é capaz desta brilhante tirada sobre os benefícios da existência de latifundiários.


Diz que conhece bem Moçambique.



Mas pelos vistos já esqueceu tudo sobre o Alentejo: nos tempos (não tão longínquos assim) dos velhos latifundiários, os trabalhadores agrícolas, de facto, FICAVAM COMPLETAMENTE À MERCÊ DA FOME quando chovia.


Tomara o-lidador que esses tempos nunca mais voltem, nem cá nem em Moçambique. A revolta subsequente já não seria tão benigna como foi a de 74-75...


De karine a 24 de Maio de 2008 às 18:23
sinceramente?
nao axei nda q eu queria!


Comentar:
De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres