De AMN a 4 de Setembro de 2007 às 14:36
Pedro,

Independentemente de achar que a parte citada do editorial parece não ter em conta a realidade subsequente à retirada, que é outra conversa, penso que se há algo que aqueles que frequentemente são apelidados de pró-israelitas costumam realçar é, precisamente, o facto de em Israel se poder dizer e escrever livremente, inclusivamente ou sobretudo, contra as suas políticas de defesa.

Um abraço,
a.


Comentar:
De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres