Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Zero de Conduta

Zero de Conduta

25
Jul07

E não esquecer, também, fazer a comida e a lida da casa

Pedro Sales
"O aborto não será, com certeza, a primeira decisão de uma mulher porque é contra-natura. A função das mulheres é, precisamente, a da procriação". Rafaela Fernandes, deputada do PSD Madeira, defendendo a não aplicação da lei do aborto na Madeira. Vale a pena ler a notícia para ver as restantes declarações desta deputada. O disparate, está visto, parece ser um factor decisivo para a progressão interna dentro do PSD-M de Alberto João Jardim.

Vinte e cinco anos depois, ainda faz sentido recordar a resposta de Natália Correia ao deputado do CDS, João Morgado, que, no primeiro debate sobre o aborto na Assembleia da República, disse que "o acto sexual é para fazer filhos".

Já que o coito 
- diz Morgado -

tem como fim cristalino,

preciso e imaculado

fazer menina ou menino;

e cada vez que o varão
 sexual
petisco manduca,
temos na procriação

prova de que houve truca-truca.


Sendo pai só de um rebento,

lógica é a conclusão

de que o viril instrumento
 só usou
- parca ração! -
uma vez. E se a função 
faz o orgão - diz o ditado -
consumada essa excepção,

ficou capado o Morgado.

Natália Correia.

1 comentário

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

ZERO DE CONDUTA

Filipe Calvão

José Neves

Pedro Sales

Vasco Carvalho


zeroconduta [a] gmail.com

Arquivo

  1. 2008
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2007
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D