Comentários:
De Joshua a 16 de Novembro de 2007 às 08:16
Há, penso, uma margem enorme de manobra para Menezes operar uma oposição mais eficiente que a liderada por Marques Mendes, quando diz: «O shô Primeiro Ministro não gosta do povo. O shô Primeiro Ministro não suporta o contraditório e a contestação. Mas vai ter de se habituar a ambas as coisas.»

Isto é, Menezes percebeu há muito que o eleitorado não só não gosta do conteúdo como abomina a forma por que este Governo tem regido a sua acção.

Dos tiques solipsistas de Sócrates aos tiques rei-sol de Correia de Campos. O manancial de oposição é infinito e cada vez menos passará pela contestação de políticas senão das roupagens desumanas que as revestem.


De A. Castanho a 15 de Novembro de 2007 às 17:30
... P. S. que, ao deixar caír mais uma promessa eleitoral - neste caso, a do não pagamento das "Scut" - desfere mais um golpe na sua credibilidade junto do eleitorado de Esquerda...



Realmente, a continuarmos assim, que espaço de manobra resta aos Partidos da Direita convencional?


De Anónimo a 15 de Novembro de 2007 às 01:07
No caso, resta saber se combater a direita não será combater o PS...


De Anónimo a 14 de Novembro de 2007 às 23:07
Meu caro Pedro, tão preocupado com a falta de oposição do PSD ao governo, até dá para sugerir conselhos, será que ainda te vou ver ao lado de menezes a engrossar as suas escassas mobilizações políticas ? e eu a pensar que a função dos homens de esquerda era sobretudo combater a direita

Real


De Cláudia Ribeiro a 14 de Novembro de 2007 às 21:53
Menezes ainda deve estar aparvalhado com as últimas sondagens. Que esteja, o PSD não vai manter este nível de popularidade por muito tempo.


Comentar post