De Isabela a 10 de Agosto de 2007 às 21:54
Pois, mulher como mulher é que não. Não é que fizesse falta. Bastava um para continuar a vender sexo, não calças. Não há novidade na estratégia (que, afinal, apenas condiciona toda a nossa vida).


Comentar:
De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres