De Pedro Sales a 12 de Agosto de 2007 às 08:55
Paulo Mouta,

Sim e não. A publicidade não é o veículo da mudança dos tempos, mas, quando num meio conservador como a publicidade, as empresas deixam de recear fazer anúncios com homossexuais alguma coisa está a mudar na sociedade. Por mim vivo melhor numa sociedade que, como diz, não discrimine ninguém na base da religião, credo político, cor ou orientação sexual. Isso não me faz um defensor da Levi´s nem das condições de trabalho nas suas fábricas (que, sinceramente, desconheço).

Caro Gaiato,

Tem razão na sobrevalorização do YouTube. Um vídeo com sucesso tem 3 a 5 milhões de visitantes, um anúncio em prime-time nas estações televisão americanas multiplica esses números por 10. Mas eu não estava a falar apenas no Youtube. Que eu tenha reparado, entre nós, este anúncio já teve uma página no Diário de Notícias. O mesmo sucedeu em largas dezenas de jornais e revistas um pouco por todo o mundo, arriscando-se mesmo a aparecer em alguns noticiários televisivos. É para isso que servem estas campanhas de baixo custo (sim, não têm coragem de assumir este anúncio às 22 horas num qualquer canal generalista) e elevado nível de notariedade.


Comentar:
De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres