Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Zero de Conduta

Zero de Conduta

02
Ago07

Jornalismo de sarjeta

Pedro Sales
Rupert Murdoch, o dono do maior grupo de comunicação social do mundo, a News Corp, comprou a empresa detentora do Wall Street Journal por 3700 milhões de euros. Rupert Murdoch não é apenas o dono de um imenso império mediático. É um radical de direita que usa os seus órgãos de comunicação ao serviço de uma agressiva agenda política. Apoiante da administração Bush desde o primeiro dia, os seus jornais e televisões estiveram na primeira linha do apoio à guerra do Iraque. A Fox News, como aqui já mostrámos por diversas vezes, é o braço armado desta forma muito peculiar de fazer jornalismo, onde passa por normal ver comentadores a discutirem como o serviço público de saúde fomenta o terrorismo. Agora, com a aquisição do Wall Street Journal, Murdoch ganha aquilo que lhe faltava: um jornal influente que lhe permita disputar a imprensa de referência ao New York Times. O jornalismo tem os dias contados no centenário Journal. Chegou Murdoch e os seus amigos neo-conservadores para abastardar a informação. As consequências globais deste negócio serão imensas, até porque, como hoje recorda Sena Santos no Diário de Notícias, o próximo passo, a internet, é um negócio “planetário e apetecível”.


Deixamos aqui mais um exemplo do “jornalismo” da Fox News, mais uma vez atacando os candidatos presidenciais democratas. Depois de perseguirem Obama porque este fumava, qual foi o crime desta vez? Aceitaram participar na convenção anual do Daily Kos - um dos maiores blogues mundiais, com quase 500 mil leitores diários(!). Usando uma imagem colocado por um leitor não registado nesse site, o comentador da Fox elabora toda uma mirabolante tese sobre o extremismo da blogosfera e como esta tem empurrado o partido democrata para o radicalismo político. Inacreditável. Tudo isto, pelo mesmo idiota que, quando foi a São Francisco, não teve nada mais elegante para afirmar do que "[I]f Al Qaeda comes in here and blows you up, we're not going to do anything about it. ... You want to blow up the Coit Tower? Go ahead".

Comentar:

CorretorMais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

ZERO DE CONDUTA

Filipe Calvão

José Neves

Pedro Sales

Vasco Carvalho


zeroconduta [a] gmail.com

Arquivo

  1. 2008
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2007
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D