Comentários:
De Anónimo a 24 de Dezembro de 2007 às 02:11
Meu estimado Pedro, pois, mas as maiorias do sócrates têm tido, pelo menos, uma vantagem, colocam o PSD e o BE a votarem quase sempre do mesmo modo, sempre ajuda à decisão do eleitorado ;)

Real


De Pedro Sales a 23 de Dezembro de 2007 às 23:08
Real,

Tens razão. O programa do Menezes não me incomoda muito. Não pelas propostas, que variam entre o desumano e o idiota. Mas é tão fora da realidade do país - e da Europa, já agora - que sei que está longe o momento em que alguém ganhe eleições com propostas destas. Só que a azelhiche do Menezes tem uma consequência. Tudo se encaixa para termos o Sócrates outra vez com a maioria absoluta.Bom Natal também para ti também.

Caro JMA,

Os impostos em Portugal estão 6% abaixo da média europeia. Há países, como a Bélgica ou a Suécia onde se entrega mais de 60% do rendimento total para o Estado.O problema que temos no país com os impostos é o predomínio dos impostos indirectos, como o IVA, que são socialmente mais injustos e penalizam os mais pobres. Mas, globalmente, estamos bastante abaixo da média europeia. O que vale a pena discutir não é a quantidade que pagamos, mas de que forma eles são usados e se a distribuição é feita de forma eficiente. Aí, sim, parece-me que há campo para uma discussão profunda.


De Anónimo a 23 de Dezembro de 2007 às 21:21
caro Pedro, não se percebe bem a tua preocupação, se é com o teor do programa de menezes se é com a possibilidade de isso dar vantagem a sócrates. Tenho impressão que te incomoda mais a segunda.
bom natal para ti que me saíste num fantástico bloguer ;)

Real


De JMA a 23 de Dezembro de 2007 às 21:17
Só não consegui ver as léguas em que nos encontramos do resto da europa, no caso do pagamento de impostos. No resto, ainda vá lá...


De samuel a 23 de Dezembro de 2007 às 21:05
A ideia de que "isto" é a alternativa a Sócrates é duplamente inquietante!
a: "isto" sucede a Sócrates.
b: exactamente por "isto" pretender ser a alternativa, Sócrates continua... continua...


De josé manuel faria a 23 de Dezembro de 2007 às 19:01
Menezes dizia-se de centro-esquerda, só contradições.


Comentar post