Comentários:
De Filipe Melo Sousa a 5 de Janeiro de 2008 às 21:16
1) Note-se que foram as pensões mínimas que tiveram uma maior taxa de aumento. Ou seja o escalão onde existe a maior proporção de pessoas que não fez descontos em vida, ou seja, que não deveria ter direito a pensão alguma.

2) Aumentar as pensões não cria riqueza nenhuma. Apenas transfere dinheiro de uns cidadãos para os outros.

3) O Sócrates não tem condições para ser forreta nem generoso. Pois ele não está a oferecer o dinheiro dele. Não há mérito nenhum em ser generoso com o dinheiro dos outros.


De cicuta a 4 de Janeiro de 2008 às 15:29
Alem do dito vai ai a minha experiencia pessoal:
A minha mãe tem como única fonte de rendimento uma reforma (incluindo complemento de grande dependência) 650€, paga 1200€ do lar, 220€ de fisioterapia, 100€ de medicamentos, por isso só tem direito a um aumento da pensão de 1,9%.
O problema já vem de traz a minha mãe não tem direito a certos lares pois é rica, não tem apoio para fraldas pois é rica, não tem direito a de apoio da minha ADSE pois é rica…
O meu vernáculo já não dá para apelidar estas bestas…

http://cicuta-fresca.blogspot.com/2008/01/justia-social.html


De samuel a 4 de Janeiro de 2008 às 14:09
Verdadeiramente "pobre" é o espírito deste primeiro ministro...


De josé manuel faria a 4 de Janeiro de 2008 às 12:46
O problema para 2009 será a alternativa a este PM. O PSD não é. Quem será?

O PCP e o Bloco não estão preparados para assumirem essa alternativa.


Comentar post