Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Zero de Conduta

Zero de Conduta

27
Out07

o messias hipster ataca de novo

Vasco Carvalho
Serei só eu que não posso com Wes Anderson? Serei só eu a achar que se este é o realizador de culto da minha geração prefiro usar ceroulas e monóculo? É que já não se pode. Sai filme novo e aí está a campanha em acção. É rádio, TV e internet. É a melhor coisa desde o pão fatiado. São as interjeições tímidas ensaiadas, as entrevistas pseudo-pseudo-intelectuais, todos os tiques da cartilha hipster-dorky. Não há pachorra.


They drink blue-collar beers but hold white-collar jobs. Or vice versa. Whether he comes from above or below, the hipster takes care never to appear to be striving. (Captain Neato)

26
Out07

Na Rússia, como na JSD, não há liberdade nem verdade

Pedro Sales
26
Out07

Punição colectiva

Pedro Sales
O ministro da Defesa israelita decretou o corte de electricidade aos habitantes da faixa de Gaza, sempre que um ataque de rockets atinja Israel. Para o governo israelita, se há um míssil é porque ninguém fez nada para o parar. Se ninguém fez nada, são todos culpados. Tire-se-lhes a luz, que, às escuras, não conseguem encontrar o Katiuska. Uma medida desumana, contraproducente. Pensava-se que as punições colectivas de um povo fossem coisa do passado. Mas não. Atingindo indiscriminadamente mais de 1,5 milhões de pessoas, Israel dá mais um passo para tornar todos os palestinianos em seguidores do Hamas que dizem combater.
25
Out07

O homem do Presidente

Pedro Sales

"We will probably have to be a country ruled by men rather than laws, in this period". A frase, de Dick Cheney, momentos depois dos ataques terroristas que destruiram as torres gémeas, são o melhor retracto do programa da administração Bush depois do 11 de Setembro. O programa de extensão dos poderes presidenciais animava Cheney, e a elite republicana, há muito tempo. A oportunidade foi-lhes dada por Bin Laden. The Cheney´s law, um documentário da PBS, é um excelente resumo desse projecto de uma república musculada, imperial e em que as leis são um empecilho a contornar quando dá jeito. No site da PBS, pode-se ver a versão completa, e em alta qualidade, deste excelente documentário.
25
Out07

E têm relações sexuais 7 vezes por semana e lêem 10 livros por mês

Pedro Sales
De acordo com o Eurobarómetro, ontem divulgado em Bruxelas, apenas 3% dos portugueses admitem fugir ao fisco, um valor inferior à dos restantes países europeus (5%). Segundo o Diário de Notícias, o mesmo estudo indica que os portugueses são o povo europeu que mais confia na máquina fiscal, acreditando que existe um elevado risco dos incumpridores serem detectados pelas autoridades.
25
Out07

Gaveta 9

Pedro Sales
Infografia "24 horas" (carregue na imagem para a aumentar)

No intervalo das suas preocupações com os barulhos do telemóvel, talvez não ficasse mal ao senhor procurador-geral da República verificar o que se passa na casa que dirige. O "24 Horas", na sua edição de hoje, dá o mais fiel exemplo do que foi a "investigação" do caso Casa Pia. O responsável pela coisa, o procurador João Guerra, omitiu do processo 83 diagramas que provavam que não existia nenhum registo telefónico entre os vários arguidos e entre estes e as vítimas de pedofilia. A informação ocultada punha em causa "apenas" o principal argumento da acusação, a de que os arguidos faziam parte de uma rede que combinava telefonicamente os encontros sexuais.

Sem se referir ao caso concrecto, Germano Marques da Silva não podia ser mais claro sobre o que está em causa:"A acusação não pode esconder qualquer elemento produzido no decurso de um processo, seja ele contra ou a favor do arguido, sob pena de procedimento disciplinar e até criminal (por prevaricação). Todos os elementos, favoráveis ou não, devem constar dos autos".

As mais altas figuras do Estado, e os principais partidos da oposição ao PSD/PP, eram escutados telefonicamente. As conversas, descontextualizadas (quem não se lembra da história do embaixador da Rússia) vieram todas para a imprensa. As provas eram seleccionadas de acordo com princípios que não tinham nada a ver com os critérios de interesse judicial. O juíz só queria aparecer na televisão a fazer desportos radicais. Cada procurador e inspector que apareceu no Parlamento contou uma história diferente sobre o envelope 9. E o procurador ouve barulhos no telefone. Haja paciência.
24
Out07

Processo Limpeza Em Curso (PLEC)

Pedro Sales

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

ZERO DE CONDUTA

Filipe Calvão

José Neves

Pedro Sales

Vasco Carvalho


zeroconduta [a] gmail.com

Arquivo

  1. 2008
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2007
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D