Segunda-feira, 23 de Junho de 2008
O PSD está contra, só ainda não sabe porquê

O secretário-geral do PSD, Marques Guedes, diz que a contestação das novas infra-estruturas é "uma das prioridades de acção do partido". Questionado sobre quando é que a direcção do PSD concretizará quais as obras que devem ser travadas, Marques Guedes pediu compreensão, lembrando que o partido acaba de sair de um Congresso. O PSD desafia a lógica da compreensão. A líder do partido encerra o congresso dizendo que as novas infra-estruturas são “um colossal erro politico” deste Governo, mas ainda não sabe porquê e que  obras é que são um erro. Está a estudar o assunto…

 

Para quem julgava que a má moeda do PSD se esgotava no eixo Menezes/Santana Lopes,  ponha os olhos em Ferreira Leite e na equipa que a rodeia. Isto ainda agora começou e já promete.



publicado por Pedro Sales às 20:07
link do post | comentar | ver comentários (5) |

Domingo, 15 de Junho de 2008
“O mal é começar”

“Há um mês que o primeiro-ministro não fuma e sente-se bem”. Quem nos garante tão relevante informação para o sucesso do país não é a Lux ou a Caras Notícias, mas o Jornal da Noite da SIC, que ontem apresentou uma prolongada peça sobre os hábitos tabágicos de José Sócrates desde a passagem do milénio. Quando é que começou a fumar, quando é que teve uma recaída, e quantos cigarritos fumava depois dos comícios na campanha eleitoral. O primeiro-ministro, diga-se, só não revelou a marca que fumava e se os cigarros eram light ou sem filtro. “Há mais de um mês sem nicotina, Sócrates não ficou com pior humor”, sossegava-nos o jornalista antes de asseverar que, “como qualquer vício, o mal é começar”. Tem razão. Volta não volta e o noticiário da SIC não se distingue da Caras Notícias.



publicado por Pedro Sales às 11:32
link do post | comentar | ver comentários (4) |

Quinta-feira, 12 de Junho de 2008
Um fim-de-semana em família

 

 

Nos EUA, um fim-de-semana bem passado em família pode passar por levar a filha de 8 ou 9 anos a tentar rebentar com um carro, repleto de explosivos, com armas automáticas que fariam o exército português corar de vergonha. "Kill the car", o sugestivo nome deste pacato passatempo em que se disparam dezenas de balas por segundo contra tudo o que mexe, é um sucesso, garantem os promotores do Oklahoma Full Auto Shoot & Trade Show. Enquanto isso, a direita conservadora responsabiliza a violência dos jogos de vídeo pela taxa de criminalidade e o número sem par de detidos nas prisões dos EUA. É que deve mesmo ser isso...

(Via kottke)



publicado por Pedro Sales às 09:08
link do post | comentar | ver comentários (2) |

Quinta-feira, 5 de Junho de 2008
A indolente agressividade

Violência e abandono escolar podem estar relacionados com "charros" mais fortes. A notícia correu ontem grande parte da imprensa. Mas, quando se tenta lê o artigo e perceber a origem científica que suporta tal afirmação percebe-se que tudo não passou de uma declaração de Manuel Pinto Coelho, o inenarrável dono de uma rede de clínicas de reabilitação que compara os toxicodependentes aos talibans e é responsável pelas demagógicas campanhas contra as políticas de redução de danos. Para se avaliar o rigor científico deste  senhor, talvez valha a pena reparar na profundidade das suas conclusões: mais THC provoca mais "agressividade e um síndrome amotivacional, que passa pela apatia, indolência, o que leva à desmotivação, maior dificuldade em reter os conhecimentos e a uma repercussão no rendimento escolar". Só mesmo Manuel Pinto Coelho, o “guru” da política de combate à droga do PP, para se lembrar da “agresssividade apática”... Esperamos ansiosamente pelo dia em que alguém descobrirá a "ignorância erudita " e a "honesta má-fé". Com um pouco de sorte, será outra vez Manuel Pinto Coelho.



publicado por Pedro Sales às 23:10
link do post | comentar | ver comentários (4) |

Quarta-feira, 21 de Maio de 2008
O pópó dos senhores juízes

O Conselho Superior da Magistratura, ouvido esta tarde no Parlamento, deu o seu apoio global à proposta de lei do Governo que introduz um novo mapa judiciário. Mas entre os reparos deixados à proposta, ficou o aviso do vice-presidente do Supremo Tribunal de Justiça: a competência atribuída aos juízes-presidentes das comarcas de distribuírem os lugares de estacionamento pode gerar conflitos graves.

Daí que o melhor, no entender do órgão superior dos juízes, seja dar ao próprio Conselho Superior de Magistratura a palavra final sobre quem estaciona o carro onde, em cada um dos tribunais de comarca do País. «Isto não pode ser resolvido pelo juiz-presidente», de cada tribunal, pelo «seu melindre» -- defendeu o Juiz Conselheiro Ferreira Girão, invocando a sua «experiência» em estruturas associativa.  É que, justificou, «a gestão do parque automóvel» por vezes «desencadeia guerras autênticas».



publicado por Pedro Sales às 09:52
link do post | comentar | ver comentários (8) |

Domingo, 11 de Maio de 2008
cagranda manchete: Apoiante de Obama casa filha de Bush

 casal mai lindo não há em todo o texas


[NYTimes, 11 Maio]
"Na tarde de Sábado, a família Hager acolheu os convidados do casamento para um barbecue em Salado. O casamento, que começou às 19h30, teve lugar no rancho dos Bush, num altar de calcário branco erguido junto a um lago artificial. O Pe. Kirbyjon Caldwell da Igreja Metodista Unida da Vila de Windsor, de Houston, oficiou a cerimónia. Caldwell, um conselheiro espiritual de longa data de Bush, é apoiante do Senador Barack Obama."

publicado por Filipe Calvão às 07:25
link do post | comentar | ver comentários (1) |

Sexta-feira, 9 de Maio de 2008
Estou sim? Neste momento não posso atender, deixe mensagem que telefono mais tarde

Japão vende sepulturas com ligação ao telemóvel. Com estas campas 2.0, e que custam mais de 6000 euros, familiares e amigos podem deixar mensagens, fotografias e vídeos de condolências ao falecido.



publicado por Pedro Sales às 07:08
link do post | comentar | ver comentários (2) |

Quinta-feira, 17 de Abril de 2008
Ninguém põe a VISTA em cima destas coisas?

Há dois dias que este vídeo, gravado por quadros do departamento comercial da Microsoft para promover a primeira actualização do seu novo sistema operativo, é o maior sucesso do Youtube. Compreende-se. A coisa é tão grotesca que resume bem como o mau gosto sobrevive como a cultura institucional da empresa que equipa (sabe-se lá como e porquê) 95% dos computadores mundiais. Ao pé disto, os já famosos anúncios da Apple a gozar com os cinzentismo aborrecido dos produtos da Microsoft até que são bem simpáticos para a empresa de Bill Gates.

publicado por Pedro Sales às 13:28
link do post | comentar | ver comentários (2) |

Terça-feira, 15 de Abril de 2008
O senhor Silva

 



publicado por Pedro Sales às 13:45
link do post | comentar | ver comentários (1) |

Segunda-feira, 14 de Abril de 2008
Os gordos que paguem a crise

Alegando que o peso médio dos cidadãos cresceu 10% nos últimos 30 anos, o governo japonês vai obrigar as empresas a diminuir em 10% a percentagem dos trabalhadores com excesso de peso até 2012 e 25% até 2015. As empresas que não cumprirem essa meta serão penalizadas fiscalmente, contribuindo com uma taxa extra para suportar as despesas com o sistema de saúde. Já era de esperar que, sempre em nome da saúde pública, qualquer governo viesse com um disparate destes, mas não deixa de ser irónico que tenha sido precisamente no país que reverencia como semi-deuses atletas com centenas de quilos e monstruosas percentagens  de gordura que se tivessem lembrado de condenar ao desemprego quem engordou mais do que o ministério da saúde considera aceitável. Para levar a coisa a sério, espera-se agora que também retirem o subsídio de desemprego aos obesos. Estar parado, e a viver dos rendimentos, também engorda. E engordar fica caro ao Estado. São uns parasitas, estes gordos, é o que é...


publicado por Pedro Sales às 15:45
link do post | comentar | ver comentários (3) |

Sexta-feira, 4 de Abril de 2008
É preciso topete

Mesmo quando apresenta iniciativas que se saúdam, o PSD não acerta uma. Agora, a propósito da cobrança de 576 euros de custas judiciais às pessoas que pretendam iniciar um processo de adopção, anunciou uma medida legislativa para revogar essa decisão. O problema é que o Decreto-Lei que querem modificar resulta de uma autorização legislativa apresentada pelo Governo, e aprovada com os votos favoráveis dos deputados do PSD, onde a a adopção não consta dos motivos de isenção do pagamento de custas judiciais, ao contrário do que decretava o DL 324/2003 que revoga. A desorientação e oportunismo político do PSD não parecem ter limites.


publicado por Pedro Sales às 15:18
link do post | comentar |

Quinta-feira, 3 de Abril de 2008
Mariano "Al-Sahhaf" Gago
O ministro da Ciência e Ensino Superior está convencido de que quase não há licenciados desempregados em Portugal, mas não especificou se o trabalho que encontram em qualificado ou se tem relação com a área em que tiveram formação superior. Por "quase não há", entenda-se uma taxa de desemprego de 8,1%, ou 63 mil pessoas, segundo os últimos números do INE. Imagine-se se houvesse...


publicado por Pedro Sales às 17:28
link do post | comentar | ver comentários (6) |

Sábado, 15 de Março de 2008
Cuidadinho com a língua (o PS agradece)
O PS entregou hoje no Parlamento um projecto de lei que regula o funcionamento dos estabelecimentos que fazem tatuagens e aplicam "piercings", passando a ser proibida a sua aplicação na língua. Para os menores de 18 anos, o projecto estabelece a total proibição da aplicação de "piercings", tatuagens e de maquilhagem permanente.

publicado por Pedro Sales às 13:29
link do post | comentar |

Sexta-feira, 14 de Março de 2008
A feira dos horrores

Para quem se queixa do nível de Luís Filipe Menezes, o Público de hoje dá uma boa imagem sobre a qualidade da equipa que o rodeia. Isabel Pedro, a nova porta-voz do partido para a família, está muito preocupada com a grave situação social potenciada pelos aumento dos divórcios e dos nascimentos fora do casamento.Não há medidas politicas que combatam a baixa natalidade, os filhos fora do casamento e dêem estabilidade à família”. Como o diagnóstico é severo, e considera estarmos perante indícios de crise, Isabel Pedro defende que se proceda a uma nova “apreciação sobre a família”. Qual? Uma que faça compreender que nos abusos sobre crianças, as gravidezes adolescentes, a toxicodependência, a criminalidade há um factor de risco comum, embora não o único, que são as famílias destruturadas”. Ou seja, aquelas em que se revela a “ausência de um dos progenitores, nomeadamente o pai”. Isto promete. Na sua primeira intervenção pública, a senhora defende medidas políticas para acabar com os filhos fora do casamento e as famílias monoparentais. Sempre quero saber como é que o PSD propõe essas fantásticas medidas. Prisão, trabalho comunitário, IRS diferenciado para quem tiver um filho sem estar casado pela Igreja?

publicado por Pedro Sales às 16:13
link do post | comentar |

Terça-feira, 11 de Março de 2008
O António Costa deve ser do Benfica

Ainda ontem os blogues liberais andavam animados com um artigo de João Marques de Almeida, no Diário Económico, onde se pode ler que, “para conseguirem falar a esta geração, os partidos de centro-direita têm, antes de mais, que ser modernos, abertos e tolerantes. É o conservadorismo moral que afasta, instintivamente, esta geração da direita e a aproxima da esquerda.

Uma aspiração quimérica, como se pode ver pelo post que o Paulo Pinto Mascarenhas escreveu no mesmo dia, a propósito da participação da mulher de António Costa na manifestação dos professores. Para Paulo Pinto Mascarenhas, se uma mulher participa num acto público, mesmo que se trate de uma manifestação da sua classe profissional, é porque pediu autorização à sua “cara metade”. Ou isso, ou foi enviada pelo marido para enviar um sinal político. Esta direita, que se pretende muito moderna, revela-se nestes pequenos casos. No fundo, nunca saíram do esquema mental do chefe de família. Só que, neste caso, para além de ser do Benfica, também deve zelar pela agenda e discrição da mulher cuja autonomia desconhece.


publicado por Pedro Sales às 19:40
link do post | comentar | ver comentários (5) |

Sexta-feira, 22 de Fevereiro de 2008
Autofagia

A liderança bicéfala do PSD entrou em autofagia. Ontem, um destacado dirigente do PSD chamou os jornalistas para lhes garantir que as leis eleitorais e os pactos com o PS eram coisa do passado. Anunciou mesmo, para hoje à tarde, uma conferência de imprensa de Menezes para o anunciar oficialmente. Hoje, bem cedo, Santana Lopes chamou os jornalistas para garantir que as negociações com o PS continuam e que ainda estão a trabalhar com o PS. É oficial. Está aberta a guerra entre os dois.

O PSD vai provar o quanto se enganaram todos aqueles que se queixam de que não existe oposição. Nenhum partido faz melhor oposição a si próprio de que o PSD. Os próximos meses vão ser animados. E um descanso para José Sócrates.

publicado por Pedro Sales às 12:15
link do post | comentar | ver comentários (8) |

Segunda-feira, 21 de Janeiro de 2008
Indústria do tabaco preocupada com a má imagem dos livros
Uma pequena editora britânica está a publicar, em pequenos livros de bolso com um grafismo semelhante ao dos maços de tabaco, uma selecção de contos e pequenas histórias de alguns dos principais nomes da literatura mundial. Kafka, Tolstoi, Conrad ou Stevenson, são alguns dos autores que viram algumas das suas obras "embrulhadas" neste visual distintivo. Uma verossimilhança que preocupa uma das maiores empresas tabaqueiras, a British American Tobacco, que exige a retirada imediata de circulação d´"As neves de Kilimanjaro", de Hemingway. Diz a empresa que o grafismo da obra em questão é demasiado similar à da imagem distintiva da Lucky Strike, podendo levar o público a pensar que a empresa apoiou, patrocinou ou está de alguma forma relacionada com os livros editados, uma associação "que pode diminuir a confiança na marca Lucky Srike". Compreende-se. A pessoa comprar um livro, pensando que está a comprar uma maço de tabaco, e reparar que os seus pulmões não se ressentem da compra é uma daquelas coisas que destrói a a confiança e o bom nome de uma marca. Isto há coisas...

publicado por Pedro Sales às 13:36
link do post | comentar | ver comentários (5) |

Sexta-feira, 18 de Janeiro de 2008
"Missão Impossível 4:À procura dos neurónios"
"When you're a Scientologist, and you drive by an accident, you know you have to do something about it, because you know you're the only one who can really help... We are the way to happiness. We can bring peace and unite cultures."

publicado por Pedro Sales às 18:21
link do post | comentar | ver comentários (7) |

À atenção do João César das Neves e da Patrícia Lança
Um dos principais candidatos presidenciais do partido republicano, Mike Huckabe, comparou a homossexualidade à bestialidade e o aborto à escravatura, defendendo a revisão da constituição dos EUA para que esta respeite e defenda os "mandamentos de Deus". Esqueceu-se, talvez porque ainda não tenha tido tempo para ler o João César das Neves ou a Patrícia Lança, de equiparar a homossexualidade à pedofilia. Fica para a próxima.

publicado por Pedro Sales às 17:48
link do post | comentar | ver comentários (2) |

Segunda-feira, 14 de Janeiro de 2008
E que tal um aeroporto em Moscovo?
E, de repente, o Prós e Contras sobre o aeroporto tornou-se num concurso entre Zita Seabra e Mário Lino para ver quem é que saiu mais cedo do PCP.

publicado por Pedro Sales às 23:15
link do post | comentar | ver comentários (9) |

Sábado, 12 de Janeiro de 2008
Sarkozy Consulting
Os ministros franceses vão passar a ser avaliados por uma empresa de consultadoria. A novidade, anunciada por Sarkozy, já tem até os critérios definidos. Segundo a Visão desta semana, a ministra do ensino superior será responsabilizada pela taxa de insucesso nas faculdades, a da cultura em função do número de espectadores dos filmes franceses e o ministro do Interior será recompensado pelo número de imigrantes ilegais que consiga expulsar (!!). Até ver, é a última novidade nesta senha liberal que insiste em quantificar todos os aspectos da vida social e política como se estes pudessem ser avaliados e escrutinados seguindo a mesma metodologia utilizada para contabilizar o número de computadores que saem de uma linha de montagem. Certamente uma coincidência, claro, mas a consultora foi fundada por alguns dos membros da elite política francesa e encontra-se em dificuldades financeiras. Está certo. Nada como pedir a uma empresa que não se consegue gerir a si própria para avaliar o desempenho de um governo. Isto promete.

publicado por Pedro Sales às 15:59
link do post | comentar | ver comentários (7) |

Sexta-feira, 28 de Dezembro de 2007
Boa ideia. Agora só falta os outros países processarem a Arábia Saudita
O Ministério da Saúde saudita vai pedir às companhias internacionais de tabaco indemnizações no valor total de 19 mil milhões de dólares (12.926 milhões de euros) pelos danos causados pelo fumo naquele país.

publicado por Pedro Sales às 22:56
link do post | comentar |

Terça-feira, 18 de Dezembro de 2007
E um clone de Arroja chegou ao Parlamento

A Associação Ilga apresentou uma petição à Assembleia da República solicitando o seu apoio à instituição de um “Dia Mundial de Luta Contra a Homofobia”. Esta petição teve o apoio internacional, entre outras instituições, do Congresso Mundial de Judeus e dos Grupos Verde, Socialista e Liberais e Democratas do Parlamento Europeu. Calhou na rotação parlamentar que o relatório sobre a aceitação da petição fosse entregue ao deputado Nuno da Câmara Pereira, que se pronunciou pelo seu arquivamento, com esta brilhante argumentação:

«A instituição de um dia de luta contra a homofobia, entendida, de um modo genérico, como o medo irracional ou preconceito em relação à homossexualidade, seria, de alguma forma, atentar contra a liberdade de opinião. Ao instituir-se um dia mundial de luta contra a homofobia estar-se-ia, no fundo, a instituir um dia contra todos aqueles que pensam a sexualidade de modo distinto e, consequentemente, a colocá-los numa situação de discriminação.»

Com Arrastão



publicado por Pedro Sales às 22:33
link do post | comentar | ver comentários (8) |

O Pai Natal veio mais cedo e vestido de Afonso Henriques

Encontrei um dos autores.
(Sim, eu sei quem eles são).
E tive a felicidade de saber que estão de regresso.
Vou por isso abrandar a escrita aqui no blogue.
Doravante, estarei por ali ocupado em leituras.
Para já, siga a marinha com Guimarães.
Vejam bem.Regressou o melhor blogue português.
O único blogue onde o "país real" existiu.


publicado por José Neves às 01:28
link do post | comentar | ver comentários (1) |

Segunda-feira, 10 de Dezembro de 2007
Importa-se de repetir?
O vice-presidente da Câmara de Gaia e presidente da distrital do PSD/Porto, Marco António Costa, responsabilizou hoje o governo pelo assassínio de mais um segurança da noite, considerando que se está a "reeditar a Chicago dos anos 30". Curioso. É que a Chigaco dos anos 30 só foi possível com a eleição de um mayor fantoche de Al Capone e com o seu apoio e envolvimento nos esquemas de corrupção. Desculpem lá, mas o que é que Marco António Costa está a querer dizer?

publicado por Pedro Sales às 19:58
link do post | comentar | ver comentários (4) |

Quinta-feira, 6 de Dezembro de 2007
Os americanos, esses perigosos comunas
O líder parlamentar do PP, Diogo Feio, começou a interpelação do seu partido sobre educação acusando o governo de ceder ao "pecado marxista" por não aceitar a "liberdade de escolha" e a introdução do cheque-ensino. Curiosa definição. É que, desde 1972, já existiram 10 referendos estaduais nos EUA para introduzir o cheque-ensino. O resultado foi sempre o mesmo. Os comunas dos americanos rejeitaram a proposta. Ontem, o PP tinha prometido apresentar uma "ruptura" com o paradigma educativo. Acabou a propor uma ruptura com a realidade.

publicado por Pedro Sales às 15:27
link do post | comentar |

Sábado, 24 de Novembro de 2007
E os outros três, Ramos? Nunca te disseram que é feio esquecer os amigos?
Ramos Horta propõe Durão Barroso para prémio Nobel da Paz.

publicado por Pedro Sales às 13:08
link do post | comentar | ver comentários (6) |

Terça-feira, 13 de Novembro de 2007
A melhor proposta do PSD para reduzir o défice
«Se Portugal não atender às reivindicações madeirenses, em sede de revisão da Constituição (...) a minha atitude é declararmos unilateralmente a independência na Assembleia Legislativa da Madeira»

Se esta barafunda continua, o melhor é Portugal libertar-se da província rebelde que é a Madeira que parece que só lhe cria problemas. Seria bom para todos se ficássemos unidos mas se não puder ser… fiquem lá com o dinheiro todo mas dêem-nos o poder legislativo.

Gabriel Drumond, deputado ("com estatuto dentro do meu partido") do PSD/MADEIRA

publicado por Pedro Sales às 02:18
link do post | comentar | ver comentários (2) |

Domingo, 11 de Novembro de 2007
Súbditos e cidadãos
A reacção às disparatadas declarações de Chavez na Cimeira Ibero-americana são mais curiosas do que o episódio em si. Meio mundo aproveitou para dizer que o homem é um ditador sem respeito por ninguém, a outra metade anda embevecida com a superioridade moral da monarquia. Que se dá ao respeito. Que pôs o "ditador" na ordem. Que, ao contrário dos nossos governantes, percebe o perigo mundial que Chavez representa.

Curiosamente, quem usa e abusa de ambos os argumentos são os mesmos que, normalmente, se apressam em encontrar públicas virtudes em Alberto João Jardim. Que é o povo que o elege e mantém no poder. Que é demagógico mas tem obra feita. Chavez não é um ditador. É um Alberto João com petróleo. Muito petróleo. É populista, fanfarrónico e tem um projecto de poder pessoal. Tem tudo para ser detestável, e é-o certamente. Mas o problema não é ele ser populista. Isso é o dia-a-dia da América Latina. O engulho é que o seu populismo não tem a casta correcta. Não tem as boas maneiras das famílias que, durante décadas, puseram e dispuseram da América Latina sem o mínimo esgar das boas consciências europeias. Se algué, tem dúvidas, veja-se a disparidade de tratamento entre Chavez e a extrema-direita dos gémeos polacos.

Convém lembrar que as horas infindáveis que Chavez passa na televisão pública a fazer propaganda, só encontram paralelo nas horas infindáveis que a oposição passa nos canais privados a fazer propaganda contra o Governo. Quer fazer um referendo para alterar a constituição e terminar com a limitação de mandatos. É errado, e preocupante, mas não deixa de ser irónico ver os mesmos que criticam o fim da limitação de mandatos desdobrarem-se em elogios ao "espírito democrático" de Juan Carlos. O seu cargo, vitalício, trouxe-o uma cegonha de Paris. E não me lembro quando é que se submeteu a qualquer sufrágio. "Porque não te calas?", disse, esquecendo-se que já lá vai o tempo em que as monarquias dispunham dos seus súbditos. Entretanto chegaram os cidadãos. A má educação de Chavez é mais brutal e menos polida, mas não é muito diferente da de Juan Carlos.

publicado por Pedro Sales às 19:36
link do post | comentar | ver comentários (16) |

Terça-feira, 6 de Novembro de 2007
A arte da fuga
O PSD é um partido cada vez mais estranho. O líder é Luis Filipe Menezes. Na prática, quem dá a cara é Santana Lopes. Como o "debate do ano" com Sócrates foi um desastre, daqui a uns minutos vai ser Patinha Antão a fazer a intervenção de fundo do partido. Isto ainda acaba no presidente da concelhia de Moimenta da Beira.

publicado por Pedro Sales às 17:38
link do post | comentar | ver comentários (1) |

Zero TV
ZERO DE CONDUTA
Filipe Calvão

José Neves

Pedro Sales

Vasco Carvalho


zeroconduta [a] gmail.com
Indecisão 2008
Subscreva
Zero links
arquivos

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Feeds