Terça-feira, 22 de Julho de 2008
de novo, dennis

 

"The case for war was based on fraud," he said. "That's the core charge in this impeachment resolution. And it just takes one article to be able to force the administration and the president to the consequences of their deceit."

Kucinich e o caso a favor do impeachment


Etiquetas: , , ,

publicado por Vasco Carvalho às 03:03
link do post | comentar |

Sábado, 11 de Agosto de 2007
O Obamistão Luso rejeita o Kucinismo Científico
O Filipe já tinha trazido o Kucinich à baila e o homem continuou a fazer sucesso aqui e aqui. Depois a febre Kucinista alastrou como fogos durante um governo PSD. Ponto por ponto, Somos todos Kucinistas (aqui e aqui). Na verdade, ninguém o aceitou: parece que toda a gente simpatiza com alternativas reais de poder, nomeadamente Obama. Na humilde opinião deste escriba, Obama tem sido uma desilusão e o seu posicionamento táctico - uma terra de ninguém entre a inicial frescura apolítica (o jovem sem nódoas de governação no seu passado, que é curto) e o actual proto-Homem-de-Estado cinzentão - tem deixado um rasto de ambiguidades. Se fosse para fazer isso, sempre preferia a Hilária.

Links estivais:
i) o teste que circulou inicialmente
ii) outro teste (um pouco melhor)
iii) sondagens, sondagens e mais sondagens,
iv) um especial para freaks de tabelas.
v) um especial para freaks de mapas: para brincar com a geografia eleitoral de 2008.

publicado por Vasco Carvalho às 20:11
link do post | comentar |

Sexta-feira, 10 de Agosto de 2007
lollabama 3: a tourné continua

Terça-feira no estádio da bola, com os principais candidatos democratas e uma multidão de alguns milhares de sindicalistas. Vinham todos pela AFL-CIO (federação sindical que junta 10 dos 15 milhões de trabalhadores americanos sindicalizados), que também organizou o debate. Apesar da all-mighty AFL de Nova York apelar ao voto em Hillary, o grande debate "laboral" aconteceu no Obamistão.


"At the direction of the United States Secret Service", dizia o bilhete de entrada, haveria medidas de segurança reforçadas. Quando me esquivei para um cigarro (estávamos ao ar livre), recomendaram-me as casas-de-banho por causa dos serviços secretos. Não são as mortes lentas que os preocupam e arrisquei na mesma. E cá estou para contar quando nada disto é já notícia.

Obama esteve frouxo mas escapuliu-se bem na história do Paquistão ('não aceito lições de quem autorizou o maior desastre de política externa de sempre'). Hillary saltita de plano de 3 pontos em plano de 3 pontos e teve que ouvir muito apupo. Edwards está definitivamente em esteróides e foi à boleia da única ovação da noite -- se não foi encomendado, este velhote fez-lhe um grande favor.


Bill Richardson é um panhonha que disse ao que vinha na sua primeira intervenção: 'I want to continue receiving your [AFL] financial support'. Mas Kucinich estava em casa e o comício foi dele. Usou-o bem, I'll tell ya how, para anunciar a saída da OMC e do NAFTA.

O resto é circo Rolling Stoniano de entrada gratuita e muitos lugares por preencher. Esperando por ver quem encaixa o dinheiro da AFL.


Logo à noite é em Los Angeles.

Mais sobre o debate da AFL-CIO:
no youtube e a transcrição do debate.
"Are you ready for some political football?" (blog NYtimes)
"Live-blogging the democratic forum" (blog NYtimes)
"Tuesday evening coming down" (Driftglass)
Etiquetas: , ,

publicado por Filipe Calvão às 03:05
link do post | comentar | ver comentários (6) |

Zero TV
ZERO DE CONDUTA
Filipe Calvão

José Neves

Pedro Sales

Vasco Carvalho


zeroconduta [a] gmail.com
Indecisão 2008
Subscreva
Zero links
arquivos

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Feeds