Quarta-feira, 2 de Julho de 2008
tesourinhos deprimentes: "Mel Gibson visits Lucia of Fatima"

ou como as Carmelitas viram em primeira mão o DVD da "Paixão de Cristo".

Mel Gibson e Irmã Lúcia, Convento das Carmelitas, Coimbra, Julho 2004(?)

 

We came up with the idea of Mel Gibson seeing Lucia for theological reasons, as she is very very pro Holy Father and we are not sure about Mel Gibson's feelings on this subject and he never says one way or the other.  It seemed a good idea for the two to meet.  Such meetings are not hard if you go through Father Kondor and give good reasons. 

(aqui para a página da Unity Publishing: Vote Pro Life (Your Salvation is at Risk))

 

PS: é óbvio que não ponho as mãos no fogo pela Unity Publishing.



publicado por Vasco Carvalho às 03:25
link do post | comentar | ver comentários (3) |

Sábado, 8 de Março de 2008
achas que há problemas sérios por resolver em Portugal? ainda não viste nada.

Armando Gama -wonderful plumage- e o rock progressivo dos Tantra nos anos 70.
Directamente de onde ninguém partiu.

publicado por Vasco Carvalho às 04:38
link do post | comentar | ver comentários (5) |

Quarta-feira, 23 de Janeiro de 2008
Lost in translation
Questionado sobre o contrato com a Cunha Vaz & Associados, o secretário-geral do PSD não quis responder e avisou:"Não vou falar, nem hoje nem no futuro, mais nada sobre a vida íntima desta relação"

publicado por Pedro Sales às 23:44
link do post | comentar |

Sexta-feira, 18 de Janeiro de 2008
"Missão Impossível 4:À procura dos neurónios"
"When you're a Scientologist, and you drive by an accident, you know you have to do something about it, because you know you're the only one who can really help... We are the way to happiness. We can bring peace and unite cultures."

publicado por Pedro Sales às 18:21
link do post | comentar | ver comentários (7) |

Terça-feira, 18 de Dezembro de 2007
Esperto foi o Gordon Brown...

...que escapou a isto. (via 31 da Armada)

publicado por Pedro Sales às 00:16
link do post | comentar | ver comentários (3) |

Segunda-feira, 17 de Dezembro de 2007
Se o seu marido lhe oferecer pancada, isso é Phone ix
O Governo está preocupado com a violência doméstica. Vai daí, entregou uma proposta na Assembleia da República em que pretende retirar as pulseiras electrónicas aos agressores, substituindo esta medida pela entrega de um telemóvel às vítimas. Um telemóvel? Mas, como é que o Governo espera que as mulheres se defendam com um telefone? Atirando-o à cara do agressor, ou pedindo-lhe para interromper a sessão de pancada para telefonar à polícia? As pulseiras tinham uma função. Afastar fisicamente vítimas e agressores. O telefone não resolve nada. Se a moda pega, é uma festa. Altera-se outra vez o Código Penal e transferem-se as medidas de coacção do agressor para a vítima. Depois dá-se-lhe um telefone. Quem sabe para pedir desculpas pelo incómodo.

publicado por Pedro Sales às 18:10
link do post | comentar | ver comentários (5) |

Segunda-feira, 13 de Agosto de 2007
Happiness is DPRK

O Zero de Conduta visto pelos outros. Aliás, eu, o Filipe e o Sales fazemos um cameo aí para o 1m.30s, parte do nosso internato nos pioneiros radicais de Pyongyang em 1984. E o José Neves ainda lá está, estamos à espera que volte.

publicado por Vasco Carvalho às 19:03
link do post | comentar | ver comentários (1) |

Sábado, 11 de Agosto de 2007
Another one bites the dust

Joy Division, Love will tear us apart, 1980

Intelectual Anarco Capitalista. Seria uma denominação ridícula se não tivesse descoberto os Joy Division, fundado a Factory Records, sido o primeiro a passar Sex Pistols na TV e o centro da cena de Madchester (bem documentado em 24 Hour Party People). Tony Wilson morreu de cancro, sem dinheiro para pagar a medicação que lhe receitaram porque o venerável NHS do Reino de Sua Majestade só comparticipava esta medicação num número limitado de zonas de códigos postais e o dele, infelizmente, não tinha sido eleito no sorteio.

A historieta seria apenas mais uma ilustração macabra de dois pontos maiores: i) o falhanço da eterna reforma do NHS, (mais uma) culpa à qual Blair não pode escapar (apesar de todo o spin) e ii) o desrespeito com que os Estados modernos tratam os seus cidadãos com cancro. São caros, têm poucas probabilidades de sobreviver e a ciência é cara e complexa. Ou seja, são os primeiros a abater (quase literalmente) na busca cega do 'menos e melhor Estado'.

Mas Tony Wilson era muito mais que uma historieta.

PS: In other news, Keith Richards veio admitir que sim, snifou as cinzas do pai. O pessoal é que tinha feito confusão: ele tinha dito que o snifou como se fosse coca, não com coca... Ah, pois, assim a história já faz sentido. Acho que a Disney já o pode receber de volta.

publicado por Vasco Carvalho às 05:20
link do post | comentar |

Zero TV
ZERO DE CONDUTA
Filipe Calvão

José Neves

Pedro Sales

Vasco Carvalho


zeroconduta [a] gmail.com
Indecisão 2008
Subscreva
Zero links
arquivos

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Feeds