Terça-feira, 2 de Setembro de 2008
Ciência pouco exacta

“Estas zonas são escolhidas com critérios científicos da criminalidade”. Foi assim que a PSP justificou o cerco a vários bairros sociais, nas tão mediáticas “acções de prevenção da criminalidade”. Vejamos, então, os resultados de tanta ciência policial.


Na zona de Lisboa, 9 operações, envolvendo 638 agentes, permitiram a apreensão de 8 armas de fogo e 2 armas brancas.


Em cinco distritos do norte do país, a mobilização de 500 agentes durante três noites levou à apreensão de uma arma branca.


Está visto. O país não precisa de mais polícias, tem é que encontrar melhores cientistas. Na PSP davam um jeitaço.



publicado por Pedro Sales às 14:24
link do post | comentar |

Comentários:
De Ibn Erriq a 2 de Setembro de 2008 às 14:54
PS o que o leva a crer que os dados não foram atingidos? talvez até tenham sido e quem sabe se esses são o números exactos?

O que a policia pretendia foi conseguido ;-)


De Pedro Sales a 2 de Setembro de 2008 às 15:09
Foram os números fornecidos pela PSP. Também me parece que estas operações tinham muito pouco que ver com a prevenção da criminalidade, e mais com restaurar o nível de confiança dos portugueses. Que, para isso, se tenham usado bairros inteiros como cenário, estigmatizando ainda mais os seus moradores, parece-me inconcebível.


Comentar post

Zero TV
ZERO DE CONDUTA
Filipe Calvão

José Neves

Pedro Sales

Vasco Carvalho


zeroconduta [a] gmail.com
Indecisão 2008
Subscreva
Zero links
arquivos

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Feeds