Quinta-feira, 29 de Maio de 2008
O sinal

De tanto acreditar que as eleições se ganham ao centro, José Sócrates esqueceu-se do eleitorado de esquerda do PS. É esse o problema que Sócrates hoje enfrenta. Ter rompido os laços históricos e  simbólicos que ligavam uma parte importante do “povo de esquerda” ao Partido Socialista. Desprezado esse sector, na procura incessante por um centro politico que é cada vez mais o espaço da direita política, a maioria absoluta do PS parece uma miragem cada vez mais distante. As movimentações que se começam a sentir à sua esquerda, de que é sinal o “aviso” de Mário Soares ou a iniciativa que junta Alegre e o Bloco, são o sinal claro que é à sua esquerda que Sócrates vai perder a maioria absoluta.


Etiquetas: , ,

publicado por Pedro Sales às 13:07
link do post | comentar |

Comentários:
De ana a 29 de Maio de 2008 às 15:07
e o Manel Alegre vai destronar o Cavaco.


De Rosa Maria a 29 de Maio de 2008 às 16:27
O PS de Sócrates ignorou completamente o seu eleitorado da esquerda tradicional -(Alegristas e não só). Diria mesmo que os atraiçoou, quando as medidas que tomou para combater o défice e sustentar financeiramente a Segurança social, lhes foram directamente imputadas. Para além de outras.
Rendeu-se ao capital financeiro e económico (banqueiros, afins, e construtoras), aparou-lhes os golpes todos (mesmo os sujos---onde estão os corruptos??)
Temos agora os aumentos dos combustíveis, da Energia, da Água e Gás- tudo empresas privatizadas, em nome da liberalização económica, pacote europeu, servido como banquete, aos homens do dinheiro, que assim, dominam o País e as suas gentes, a seu bel-prazer e sem qualquer controlo do ESTADO!!!
Bruto da Costa diz que é preciso pagar melhores salários, para acabar com a miséria!!! Mas quem o ouve??? Até se dignam sorrir com escárneo, como António Mexia com um aumento de 118% que diz"...eu não me queixo...". Pois não!!!
Queixamo-nos nós!!! Em 2009, vamos deixar tudo na mesma, claro que não??? Sócrates perderá a maioria absoluta, restar-lhe-á governar à direita...
Os esforços dos socialistas do PS que não é de plástico, evidenciam uma recusa nesse sentido, e tendo dado como adquirido que a maioria absoluta já se foi, tentam uma viragem à esquerda, mas com Sócrates não acredito!
Uma forte movimentação cívica de cidadãos de esquerda (independentemente da simpatia de partidos políticos) pode, por certo, modificar o espectro político do País, e com ele encaminhar a estratégia do seu desenvolvimento no sentido de de que a distribuição de recursos se não faça numa optica neoliberal, económica e financeira, com mercados globalizados, ditadores das regras, desprezando as pessoas e a sua sustentação social.
Eu acredito que a porta se abriu! Espero que não a fechem, e que um movimento desses pode nascer em todo o País, e fazer renascer a esperança, de que a mudar Portugal é ainda possível!


De Queiroz a 30 de Maio de 2008 às 00:09
Típico wishful thinking...


De maria a 30 de Maio de 2008 às 00:31
Ora , não são os do PSD que andam à procura de um lider? Contratem o Socrates e resolvem os problemas de ambos.


De Paulo Mouta a 30 de Maio de 2008 às 02:58
É evidente que, para que possa haver uma séria alteração do rumo das coisas a esquerda têm de aparecer mais unida que dividida. É certamente um bom sinal que estas movimentações aconteçam justamente nesta altura em que ainda é possível forçar o PS a uma maioria simples (uma vez que outra coisa ainda não é alcançável). No entanto devemos ter algumas coisas em consideração. Um PS com maioria simples é muito mais tentado a governar com os partidos que lhe são política e economicamente mais próximos fazendo acordos pontuais aqui e ali mas sempre, ou quase sempre, à sua direita.

Mesmo tendo uma ligeira simpatia pela figura política de Manuel Alegre que vai aparecendo como consciência crítica da esquerda do PS gostaria de compreender como é que esta “aliança” algo forçada destas esquerdas tão diversas termina no dia das eleições. É que Manuel Alegre vai estar na mesma lista do mesmo partido a engrossar os números que deputados que irão dar forma ao governo socialista. Os eleitores não irão ter nos seus boletins de voto a hipótese de votar no PS de Sócrates ou no PS de Alegre. No final das contas o voto vai para a mesma maioria. Em conclusão a voz de Manuel Alegre é em absoluto uma das formas mais inteligentes do PS somar votos. Soma o dos contentes com a governação e soma o dos descontentes que nas horas difíceis votam em consonância com a estratégia do governo. E ninguém no seu perfeito juízo acredita que o PS possa retirar Manuel Alegre das suas listas, onde ele pode ser verdadeiramente útil à estratégia global do partido.

Ficaria seriamente mais impressionado caso Manuel Alegre e todos os outros históricos do PS fundassem um partido ou movimento próprios ou pura e simplesmente participassem nos movimentos os partidos que já existem à esquerda do PS mesmo que como independentes. Só assim faz efectivamente sentido esta movimentação. Caso contrário trata-se meramente de areia nos olhos dos eleitores. Acredito, que com boas e genuínas intenções mas sem resultado prático se tudo isto não se tornar em algo de palpável nas urnas de voto.

Acredito profundamente que deve caminhar-se para um entendimento progressivo das esquerdas socialistas mesmo que isso não se traduza numa aliança eleitoral convencional (que vejo como impossível por enquanto entre BE e PCP e que nem será desejável neste momento pela carga histórica e política dos dois partidos) mas que pode aparecer em forma de entendimentos sobre as principais questões onde existem amplos consensos.

No entanto vejo-me forçado a repetir o mote que me leva a esta intervenção. A tal questão de saber o que as pessoas retiram desta “aliança” estranha de quem, na hora da verdade irá aparecer em lados opostos das escolhas eleitorais. Afinal, votar em Alegre é votar em Sócrates e no seu governo… será que vamos ter surpresas nesta matéria?


De M a 30 de Maio de 2008 às 17:59
Brincadeira tem hora!
Então o seu nível de serviço é esse? Trabalhar para agradar a um eleitorado simplório e oportunista?
O PS, e este governo não vão por aí!!!
Venha quem vier e seja do PS ou da Nau Catrineta .
Agora agarrar nas inquietações do Mário Soares e querer que sirvam nas costas largas deste PS do Sócrates, só por piada de mau gosto.
Passar bem !
[Error: Irreparable invalid markup ('<br [...] <a>') in entry. Owner must fix manually. Raw contents below.]

Brincadeira tem hora! <BR>Então o seu nível de serviço é esse? Trabalhar para agradar a um eleitorado simplório e oportunista? <BR>O PS, e este governo não vão por aí!!! <BR>Venha quem vier e seja do PS ou da Nau Catrineta . <BR>Agora agarrar nas inquietações do Mário Soares e querer que sirvam nas costas largas deste PS do Sócrates, só por piada de mau gosto. <BR>Passar bem ! <BR class=incorrect name="incorrect" <a>MFerrer</A> <BR class=incorrect name="incorrect" <a>http</A> :/ homem-ao-mar.blogspot.com


De Francisco Clamote a 30 de Maio de 2008 às 23:53
Será que tal facto lhe faz perder o sono ?
Tudo indica que não. Sendo assim qual é problema?
Cumprimentos
Francisco Clamote


Comentar post

Zero TV
ZERO DE CONDUTA
Filipe Calvão

José Neves

Pedro Sales

Vasco Carvalho


zeroconduta [a] gmail.com
Indecisão 2008
Subscreva
Zero links
arquivos

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Feeds