Quarta-feira, 7 de Maio de 2008
Os amigos do Jorge
O contrato de exploração do Terminal de Contentores de Alcântara foi prorrogado por mais 27 anos e meio sem recorrer a um concurso público. O acordo, assinado com a Liscont numa cerimónia presidida pelo primeiro-ministro, é semelhante ao que foi assinado com a Lusoponte, prorrogando uma concessão não para permitir a recuperação do investimento mas paara permitir que a Liscont financie um novo projecto.

Só que, como referem os juristas contactados pelo Público, e que preferiram manter o anonimato, "nada permite nem justifica que uma extensão que pode valer mais do que o contrato original não seja submetido à concorrência e que o Estado não pode perpetuar um concessionário na prestação de um serviço público, sob pena de nunca permitir a entrada de outras propostas com possíveis melhorias". A não ser que a empresa em causa pertença à Mota-Engil, dizemos nós.

PS: Depois de uma notícia do Jornal de Negócios, e com o artigo de segunda-feira do Público, esta é a segunda vez desde a contratação de Jorge Coelho que os especialistas contactados pela imprensa recorrem ao anonimato para comentarem notícias relacionadas com a Mota-Engil. Começa a ser um padrão e um padrão preocupante.


publicado por Pedro Sales às 17:18
link do post | comentar |

Comentários:
De JN a 7 de Maio de 2008 às 17:59
o link para o JN esta marado


De steve a 8 de Maio de 2008 às 11:49
As situacoes deste género estao a ficar problemáticas e ja sao uma coisa nornal. é uma vergonha!!!

codificacoes.pt.vu


Comentar post

Zero TV
ZERO DE CONDUTA
Filipe Calvão

José Neves

Pedro Sales

Vasco Carvalho


zeroconduta [a] gmail.com
Indecisão 2008
Subscreva
Zero links
arquivos

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Feeds