Quarta-feira, 30 de Abril de 2008
O democrata
"O livro de António José Saraiva é portanto mais um livro para ler atentamente e queimar. Nada mais". Quem o disse? O democrata José Pacheco Pereira, em 1973, numa recensão sobre "Maio e a Crise da Civilização Burguesa. Segundo a edição de hoje da Visão, parece que Pacheco Pereira dá a entender que se tratava de uma metáfora. Claro. Uma metáfora com história.


publicado por Pedro Sales às 12:15
link do post | comentar |

Comentários:
De Paulo a 30 de Abril de 2008 às 13:18
Ok, então vamos lá todos em filinha esquadrinhar as frases dos passados de todos aqueles que adoramos detestar, independentemente de contextos sociais e da própria maturação dos personagens. Encontra frases parvas no seu percurso? Isso define-o? Deixe-se disso, digo eu. Até porque o presente do JPP é suficientemente exposto para lhe alimentar uma posta ressabiada por dia. Zero de conduta. (Não estou a defender o JPP, estou a criticá-lo a si)


De Pedro Sales a 30 de Abril de 2008 às 15:28
Quer-me parecer que defender que um livro deve ser queimado passa um bocado das marcas da parvoíce.


De Paulo a 2 de Maio de 2008 às 21:06
Então elucide-nos, Pedro; já que no post apenas insinua que o homem será um encapotado adepto da ditadura, do absolutismo ou coisa que o valha. O que significa a frase, para além da patetice que encerra? Revela a verdadeira e imutável matriz ideológica do JPP?


Comentar post

Zero TV
ZERO DE CONDUTA
Filipe Calvão

José Neves

Pedro Sales

Vasco Carvalho


zeroconduta [a] gmail.com
Indecisão 2008
Subscreva
Zero links
arquivos

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Feeds