Sexta-feira, 25 de Abril de 2008
Já que fala nisso
Cavaco Silva foi hoje ao Parlamento criticar a qualidade da democracia e o alheamento dos jovens pela política, resultando na "indiferença que muitos jovens têm pelo futuro do seu País”. Curioso. Da última vez que reparei, o Presidente da República tinha acabado de chegar da Madeira, onde elogiou o trabalho de Alberto João Jardim, e era contra a realização do referendo ao Tratado de Lisboa, questionando o conhecimento de causa dos cidadãos para decidir o seu futuro.


publicado por Pedro Sales às 13:40
link do post | comentar |

Comentários:
De Fernando Vasconcelos a 25 de Abril de 2008 às 18:03
A questão é que a vontade também (sobretudo) tem de partir deles (jovens). Não é país que tem de fazer por eles. Eles é que têm também de querer fazer pelo país. Mas é claro que numa geração que pensa que tudo vem empacotado e pronto a servir em que tudo se consegue sem esforço, lutar por qualquer coisa de melhor dá muito trabalho. É muito mais "fixe e cool" ser blasé e cínico e dizer que nada vale a pena que todos os políticos não prestam que a culpa é do governo actual e de todos os outros passados, que todos são iguais, do que fazer alguma coisa para mudar ... Os jovens tal como nós, têm exactamente o que merecem. Felizmente. Em democracia temos exactamente, e eles também, o que merecemos. Eles que estudem, lutem, façam qualquer coisa ... Ou seja por mais que existam razões que levem ao desinteresse este é em primeiro lugar da responsabilidade dos próprios ... acho eu.


De José Manuel Faria a 25 de Abril de 2008 às 21:53
Estou de acordo com o Fernando Vasconcelos. A maioria dos jovens não procuram ou não quer a política querem o mp3, o computador as mensagens do telemóvel. O curioso é que gostar ou ter as novas tecnologias não os impedem de quer e intervir. Noto que a maioria é mais individualista. O futuro está muito complicado para eles.


De Destaque do Dia a 25 de Abril de 2008 às 23:46
Foi bonita a festa, pá
fiquei contente
Ainda guardo renitente, um velho cravo para mim

Já murcharam tua festa, pá
mas, certamente
esqueceram uma semente nalgum canto de jardim

Sei que há léguas a nos separar
tanto mar, tanto mar
Sei também como é preciso, pá
navegar, navegar

Canta a Primavera, pá
cá estou carente
manda novamente algum cheirinho de alecrim


De Zapata a 26 de Abril de 2008 às 02:30
Pois é, Pedro Sales. Cavaco deu um exemplo de "qualidade" da democracia, ao elogiar o pequeno tirano fascistóide Alberto João e ao posicionar-se contra a realização do referendo. Mas que exemplo perfeito de qualidade democrática!
Onde está o Wally, sr. Silva?


De A.Silva a 26 de Abril de 2008 às 11:21
Quando Cavaco disse que a culpa era da classe politica eu entendi que ele se estava a incluir,não faz sentido que ele que exerceu funções politicas durante tanto tempo possa estar isento da sua culpa.Mas mais que procurar os culpados é urgente pensar como podemos enfrentar esta situação.Até agora os resultados dos alunos da escola pública falam por si,desde 2000 não conseguimos alterar nada em relação a essa situação.E o nosso grande problema é mesmo a falta de qualificação dos portugueses porque sem isso não conseguimos resolver todas as outras dificuldades.Na nossa sociedade é pouco valorizada a importancia da aquisição dos conhecimentos,do estudo ao longo da vida,do trabalho rigoroso e esforçado da procura do saber.


De JC a 26 de Abril de 2008 às 14:01
Eu confesso que não fiquei impressionado com a ignorância de Sua Excelência sobre a juventude. Afinal de contas esta juventude é o produto de uma desastrosa política de educação, da qual Sua Excelência é um dos principais responsáveis. Já agora gostava que Sua Excelência não gastasse o meu dinheiro para pagar estudos que o impressionam. Prefiro que o gaste em viagens, como a última que fez à Madeira. Sempre viu a obra. E o Alberto João. E não viu a pobreza (a Maria não acredita em estudos do ISCTE). E suponho que também não tenha falado com os jovens. Em quase 3 anos de mandato, Sua Excelência já alguma falou com os jovens? Como jovem, diria que é impressionante a forma como os políticos, começando por Sua Excelência, ignoram os jovens -e não preciso de nenhum estudo para escrever isto. Não tivesse Sua Excelência tão boa imprensa e muitos mais diriam o que disse o MST .


De mariadosol a 26 de Abril de 2008 às 22:24
Convém recordar que a história também é de curto prazo... Alguém que lhe recorde o que foi a política da educação durante o seus 10 anos como primeiro ministro. Mais vale tarde do que nunca? E entretanto aprendeu umas coisas? Pois sim... Mas é bom qu ese realce que estes "pragmáticos" de meia tigela mal têm vagar de ler uns livritos parecem Madalenas (mal) arrependidas...
:))


De MFerrer a 27 de Abril de 2008 às 01:32
O cavalheiro está a necessitar de qq coisa para memória.
É que há apenas uns dias ficou amnésico na Madeira.
Entretanto, diz, mandou fazer um estudo à nossa custa. OK. tudo bem. Que estude!
Mas pergunto-me se foi só no contnente ou se incluiu a esclarecida e iluminada juventude da Madeira ?
É que se lá a democracia não está um brinco, há algo que me escapa...
Disgusting !


De Mania a 27 de Abril de 2008 às 05:33
Esta coisa de se andar sempre a dizer mal dos jovens, já me chateia. Na minha geração já diziam o mesmo, e nas subsequentes idem, idem (nas anteriores não me lembro, porque sou muito inculta, de outra forma lembrar-me-ia!). Querem lá ver que a culpa de que a Madeira continue uma pequena ditadura é dos jovens? E que a culpa do Cavaco e do Gama, e outros da família, irem à Madeira elogiar a ditadura, é dos jovens? E que o facto do tratado europeu afastar os centros de decisão dos povos, é dos jovens? E o facto de não ter havido referendo a esse tratado é culpa dos jovens? Os jovens hão-de "cultivar-se" a seu tempo... os badamecos que se arrogam de conhecedores e de "governadores",esses, são a nossa sacro-ignorância e o nosso desgoverno!


De Núcleo de aluns de Ciência Política ISCT a 27 de Abril de 2008 às 12:38
Será giro ver o que as Jotas portuguesas têm a dizer sobre isto...

http://politicanacp.blogspot.com


Comentar post

Zero TV
ZERO DE CONDUTA
Filipe Calvão

José Neves

Pedro Sales

Vasco Carvalho


zeroconduta [a] gmail.com
Indecisão 2008
Subscreva
Zero links
arquivos

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Feeds