Terça-feira, 1 de Janeiro de 2008
Porque hoje é 1 de Janeiro


publicado por Pedro Sales às 00:00
link do post | comentar |

Comentários:
De Anónimo a 3 de Janeiro de 2008 às 23:18
Finalmente...já chega tarde esta lei!


De Anónimo a 1 de Janeiro de 2008 às 21:47
Caro Luís,

Daqui para a frente, a aplicação da nova lei e o cumprimento da mesma será difícil. Arriscaria mesmo dizer que continuaremos a observar os mesmos comportamentos sem que se verifiquem punições para os prevaricadores ou para os estabelecimentos.
A criação de um espaço para fumadores protegeria o direito dos trabalhadores que ao contrário dos clientes são mesmo obrigados a permanecer no bar ou na discoteca por mais poluído que o ambiente esteja.
Sou especialmente sensível a este ponto pelo facto de ter trabalhado três anos a fio numa discoteca onde era obrigado a fumar os cigarros dos outros...tendo em conta um estudo de há cerca de três anos atrás, levado a cabo pela DECO e publicado pela ProTeste esta discoteca apresentava as melhores condições de ventilação. Mesmo assim, foram feitas várias melhorias e garanto-lhe que apesar de tudo, o ar permaneceu irrespirável. Não quero imaginar o que será noutros locais.
Levo a peito este assunto e gostaria que se adoptassem outro tipo de comportamentos. Não sou ingénuo ao ponto de pensar que uma lei muda tudo (muito menos em Portugal).
Os tais espaços de fumo garantiriam a liberdade de todos...e os prevaricadores passariam a não ter desculpa...na vida real é muito mais fácil dizer "Importa-se de o fazer na zona de fumo" do que "Importa-se de não fumar"...


De Pedro Sales a 1 de Janeiro de 2008 às 15:57
Luís Lavoura,

O post não é sobre a porcaria do fumo ou não nos restaurantes. É sobre o atraso na aplicação da lei, uma caracteristica bem nacional. Quanto à lei em si, o que me parece excessivo nem é a parte dos restaurantes. É a proibição total de fumar em edifícios públicos. Porque razão não pode haver uma sala de fumo numa escola, hospital, ou repartição das finanças? Será que isso incomoda assim tanta gente? Não me parece. A questão é que a lei, e vê-se nesses pormenores, parte de uma presunção moral e os locais públicos são supostamente um local para dar o exemplo. É a parte moralista que me irrita.Não sei o que é que garantir locais de fumo para os fumadores põe em causa os direitos dos trabalhadores, pelo contrário, razão pela qual não percebo a tua divagação sobre o posicionamento ideológica da esquerda a partir daqui.


De Anónimo a 1 de Janeiro de 2008 às 15:25
O Pedro Sales é daqueles "esquerdistas", "defensores dos direitos dos trabalhadores", que acha naturalmente que o patrão deve garantir um ambiente de trabalho são aos seus funcionários... desde que esse ambiente são não inclua a ausência de fumo de tabaco. Todos os poluentes são proibidos no local de trabalho - só o fmo de tabaco deve ser sempre permitido.

É esta a esquerda que temos. Infelizmente.

Luís Lavoura


De S.V. a 1 de Janeiro de 2008 às 12:57
Acabou-se a roupa com um cheiro fétido após estar num bar e que ninguém me paga a lavagem? Acabou-se a irritação ocular? Acabou-se ficar sem apetite com tanta fumarada?

Uma boa oportunidade para muita gente deixar de fumar e com o dinheiro poupado arranjar outros prazeres :)


Comentar post

Zero TV
ZERO DE CONDUTA
Filipe Calvão

José Neves

Pedro Sales

Vasco Carvalho


zeroconduta [a] gmail.com
Indecisão 2008
Subscreva
Zero links
arquivos

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Feeds