Segunda-feira, 15 de Outubro de 2007
Amigo dos seus amigos
As notícias sobre a generosidade cristã da gestão de Jardim Gonçalves no BCP continuam. Agora, parece que deram a mão a um dos principais accionistas do banco e "esqueceram-se" de lhe cobrar 15 milhões de euros em juros. Alguém tem que explicar a Jardim Gonçalves que, para quem está há tantos anos à frente de um banco, já devia ter percebido que as dívidas que não se tentam cobrar não são, necessariamente, dívidas incobráveis.

publicado por Pedro Sales às 13:12
link do post | comentar |

Comentários:
De busilis a 16 de Outubro de 2007 às 21:26
ni,depende,quem è o teu pai?


De ni a 15 de Outubro de 2007 às 18:42
Se eu tiver feito empréstimo da casa no bcp e deixar de o pagar, também tenho direito a que considerem essa dívida incobrável e que ma perdoem?


De JV a 15 de Outubro de 2007 às 16:17
Se fosses pai, saberias que um bom pai faz tudo por um filho.


Comentar post

Zero TV
ZERO DE CONDUTA
Filipe Calvão

José Neves

Pedro Sales

Vasco Carvalho


zeroconduta [a] gmail.com
Indecisão 2008
Subscreva
Zero links
arquivos

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Feeds