Sexta-feira, 6 de Julho de 2007
e tudo o vento levou

Ninguém ligou grande coisa à compra da Horizon Wind Energy, conhecida há uns meses mas só agora formalizada. Por 2,2 mil milhões de dólares, é muito moinho de vento que a EDP compra nos Estados Unidos. Para perceber o absurdo deste silêncio, este negócio vale aproximadamente mil vezes mais que a OPA do Berardo ao Benfica (3o milhões de euros), e foi considerado uma das aquisições do ano em energias verdes.

Não é o facto dos administradores da EDP se deixarem enrolar pelas patranhas especulativas da Goldman Sachs que me incomoda neste negócio (ao comprar por 2,2 mil milhões, a EDP permite aos antigos donos da GS duplicar o valor pago menos de 2 anos antes pela start-up). O que me chateia sobretudo é o facto da EDP continuar a cobrar mais para converter a energia de painéis solares privados para corrente normal do que a energia que fornece pelo circuito normal. E enquanto assim for, a compra desta empresa americana não passará de uma boa desculpa para passeatas de trabalho de administradores da EDP aos EUA camuflada em amiga do ambiente. Entretanto, a General Electric, que manda na NBC, vai ao fim do mundo para investir na maior central de energia solar do mundo. Em Serpa. Mas estes Americanos nunca perceberam nada de oportunidades de negócio.

publicado por Filipe Calvão às 12:22
link do post | comentar |

Zero TV
ZERO DE CONDUTA
Filipe Calvão

José Neves

Pedro Sales

Vasco Carvalho


zeroconduta [a] gmail.com
Indecisão 2008
Subscreva
Zero links
arquivos

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Feeds