Sexta-feira, 12 de Outubro de 2007
Até tem vindo a melhorar, o Santana Lopes foi primeiro-ministro com o voto de 50 portugueses
Nas directas do PSD, vinte mil militantes apenas escolheram um provável futuro primeiro-ministro. Menos de um por cento da população designa, em eleições primárias, quem pode vir a dirigir os destinos do país. Já assim tinha sido no PS, na aclamação interna de Sócrates. CAA, no Blasfémias, excerto de um artigo originalmente publicado no Correio da Manhã.
Etiquetas:

publicado por Pedro Sales às 22:24
link do post | comentar |

Comentários:
De Paulo Mouta a 14 de Outubro de 2007 às 03:38
Caro Pedro, de certa forma então temos de considerar que Pinto Balsemão e de Maria de Lurdes Pintasilgo também foram conduzidos de forma antidemocrática ao cargo de primeiro-ministro, vendo pela mesma perpectiva... A questão de Santana Lopes não é o que ele significa mas sim o que fazem que ele signifique. Ele representa a face real do PSD e não a outra face (de Marques Mendes) de lambe-botas e beija-luvas. Temos de admitir que Santana Lopes foi boicotado e traido pelos seus próprios pares e pelas elites pseudo-intelectais do PSD que não querem ver figuras como ele ou mesmo como Luis Filipe Menezes nem pintados. Devo relembrar que o PSD em conjunto com o PP à altura representavam uma maioria absoluta estável no parlamento. E devo ainda acrescentar a estranheza em relação à atitude de Sampaio justamente na altura em que o PS acabava eleger o seu líder e se preparava para atacar em força para derrubar a dita coligação. E mais ainda temos de admitir que Sócrates ganhou com o discurso do PS, levado ao colo pelos jornalistas para logo depois de eleito nos brindar justamente com... a política que seria a do campo do PSD e PP tendo mentido descaradamente na campanha. Por isso, caro Pedro, a democracia não está bem entregue a nenhum destes senhores, mas são os que temos...


De josé manuel faria a 13 de Outubro de 2007 às 12:37
E os PM de iniciatva presidencial?


De Pedro Sales a 13 de Outubro de 2007 às 09:42
Paulo,

Não sei, muito sinceramente não tenho opinião sobre esse assunto. Há prós e contras para os dois métodos electivos. Mas o post também não era sobre isso, mas sobre um aspecto bem triste da nosssa história recente. A forma como o Santana chegou a PM, essa sim, completamente antidemocrática.


De Paulo Mouta a 13 de Outubro de 2007 às 02:38
Caro Pedro, entendo perfeitamente esse argumento mas não será mais justo serem esses vinte mil que os mil e tal de um congresso onde só vai quem é convidado...? ups, queria dizer eleito...


Comentar post

Zero TV
ZERO DE CONDUTA
Filipe Calvão

José Neves

Pedro Sales

Vasco Carvalho


zeroconduta [a] gmail.com
Indecisão 2008
Subscreva
Zero links
arquivos

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Feeds