Comentários:
De Filipe Tourais a 13 de Janeiro de 2008 às 14:26
Um dois em um. Nada como dar dinheiro a ganhar a uma empresa amiga em dificuldades. E, sabendo-se que para as consultoras está tudo quase sempre invariavelmente bem, nada como ter uma opinião avalizada de quem sabe: o governo governa bem.


De Rui Caetano a 13 de Janeiro de 2008 às 10:53
Era o que faltava agora, mas deste senhor também não poderia esperar outra coisa, mas o povo é que o elegeu.


De aviador a 13 de Janeiro de 2008 às 00:26
Não acredito.

essas coisas só acontecem a países do terceiro mundo como Portugal

países que podem ser governados por Santanas ou Menezes, o tal que quer ser como Sarkozy.

Atenção, fujam!

Ou então vamos dar a maioria de novo ao Sócrates!


De Anónimo a 12 de Janeiro de 2008 às 21:16
Tudo a funcionar por Objectivos e a ser responsabilizado. A Ministra Lurdes Rodrigues vai para a rua por cumprir objectivos para o PISA. O PM também , por fazer o que faz, que já perdi a conta. O C de Campos por fechar tudo e mais alguma coisa, etc.
Todos para a rua. Vivam as consultadorias!


De Nelson Peralta a 12 de Janeiro de 2008 às 19:51
A despropósito, cartaz de outros tempos: Serviço Nacional de Saúde, Projecto Socialista (PS):

http://ailusaodavisao.blogspot.com/2008/01/once-upon-time.html


De Anónimo a 12 de Janeiro de 2008 às 17:15
LEMONDE.FR avec Reuters | 12.01.08 | 15h57

“Aux Etats-Unis je serais démocrate, au Royaume-Uni, je suis travailliste, en France je serais.... probablement au gouvernement", a plaisanté, dans la langue de Molière, l'ancien premier ministre britannique Tony Blair, déclenchant les rires des quelques 2500 cadres et militants de l'UMP réunis au Palais des sports de Paris samedi 12 janvier. (...)
Nicolas Sarkozy a ensuite quitté son siège pour rejoindre sur scène l'ancien locataire du 10 Downing Street et saluer le public, une main levée dans la sienne. "Des socialistes comme ça, ils ont toute leur place au gouvernement", lui a lancé le chef de l'Etat, en vantant une nouvelle fois le thème de l'ouverture politique. (...)

http://www.lemonde.fr/web/article/0,1-0@2-823448,36-998899@51-998385,0.html


De Cadeira do Poder a 12 de Janeiro de 2008 às 16:45
Não sei porquê, mas no início do texto fiquei com a sensação de que estavam a falar de Sócrates. Mas há discípulos por todo o lado. Não do nosso PM. Esse também é aluno.


Comentar post