Quinta-feira, 12 de Julho de 2007
O tortuoso mundo da avaliação socialista
Os docentes que obtenham uma classificação inferior a 14 valores na análise curricular ficam excluídos dos próximos concursos de acesso a professor titular, de acordo com a proposta regulamentar entregue pelo Ministério da Educação aos sindicatos.

Ricardo Jorge Armada, o vereador socialista que foi colocado no Centro de Saúde de Vieira do Minho para acabar com as piadas ao ministro, foi nomeado um mês depois de ter adquirido o grau de assistente geral e familiar com a nota de 11,39 valores. (O despacho do Diário da República pode ser encontrado aqui).

A nota mais alta foi de 17,66 valores, e, em dezenas de candidatos, apenas meia dúzia apresentou piores resultados do que o já famoso vereador rosa. Deve ser esta a promoção de uma cultura de mérito e exigência anunciada pelo primeiro-ministro: 11,39 valores e um lugar na vereação socialista.
Etiquetas:

publicado por Pedro Sales às 20:31
link do post | comentar |

Comentários:
De Moriae a 15 de Julho de 2007 às 00:54
Vergonhoso mas típico!
Bem "apanhado" :)


De San a 13 de Julho de 2007 às 10:33
O mérito e o serviço público são áreas cada vez mais esotéricas. Só os profissionais dos aparelhos partidários é que são iniciados nestes mistérios!


Comentar post

Zero TV
ZERO DE CONDUTA
Filipe Calvão

José Neves

Pedro Sales

Vasco Carvalho


zeroconduta [a] gmail.com
Indecisão 2008
Subscreva
Zero links
arquivos

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Feeds