Sexta-feira, 14 de Dezembro de 2007
Portugal 2.0
O governo das novas oportunidades e do choque tecnológico convive mal com o nome das coisas. O Algarve passou a Allgarve e Portugal é agora a West Coast of Europe. Compreendo que, do ponto de vista da promoção do país no exterior, se queira fugir aos estereótipos associados aos povos do sul. Mas, o que fazem estes anúncios em tamanho híper a cobrir as ruas de Lisboa? Promovem o quê? E a quem? Aos incautos que, vivendo em Portugal, raramente encontram razões para se reverem numa West Coast criada para inglês ver? Não é promoção turística. É só afirmação, para consumo interno, de um país imaginário ou em construção, na versão benevolente. Que o queiram vender no exterior, tudo bem. É publicidade. Mas a mesma campanha, distribuída em profusão no nosso país, tem outro nome. Propaganda. Paga com os nossos impostos para reforçar a imagem de dinamismo e modernidade do governo.

Depois, uma dúvida. Portugal não precisa de ser só o fado, futebol e sol. Mas aquele branco gélido e o azul finlandês mais parecem as cores da promoção de um país escandinavo. Só faltam os fiordes. É muito pouco Allgarve.
Etiquetas:

publicado por Pedro Sales às 17:28
link do post | comentar |

Comentários:
De Max a 16 de Dezembro de 2007 às 15:01
Meia dúzia de medidas legislativas decentes e progressistas fariam mais para descolar a imagem do país do Sul da Europa do que Milhões de campanhas...


De Anónimo a 15 de Dezembro de 2007 às 01:28
É este tom cinzento azulado o da camisola que nos querem vestir. O cinzento será provavelmente a cor que nos querem oferecer ao nos impedirem de usar a colher de pau na cozinha, ao preferirem considerar a encomenda dos pastéis de bacalhau à Srª Guilhermina um problema de saúde pública ao consumo de um McDonald perfeitamente esterilizado, ao nos potenciarem a intolerância tresandando a bufo quando nos incentivam a chamar a polícia quando alguém fumar num qualquer jantar, casamento ou batizado, ou ao nos impedirem de ter qualquer opinião relativamente a uma Constituição de uma Senhora Europa que uns tantos sebhores passaram a tratar por meretriz quando lhe ofereceram um tratado. Azul, a cantar os blues é como ficaremos todos depois.

Cristiana


De Paulo Mouta a 15 de Dezembro de 2007 às 00:57
É muito simples. O "branco gélido e o azul finlandês" são justamente o símbolo da frieza com a qual se consegue mentir nos dias de hoje.


De Fly a 14 de Dezembro de 2007 às 21:18
Para não falar do custo desta campanha, que foram vários milhares de euros.


Comentar post

Zero TV
ZERO DE CONDUTA
Filipe Calvão

José Neves

Pedro Sales

Vasco Carvalho


zeroconduta [a] gmail.com
Indecisão 2008
Subscreva
Zero links
arquivos

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Feeds