Domingo, 3 de Fevereiro de 2008
Os barões são para as ocasiões
Depois de ter andado semanas a ameaçar com uma comissão de inquérito à actuação do Banco de Portugal no caso BCP, Menezes recuou. Que não, que "somos um partido responsável, com sentido de Estado". Como a mudança de agulha teve lugar depois de uma reunião com os outrora detestados barões do partido - quase todos a trabalhar na banca e com ligações ao BCP e Banco de Portugal -, fica a impressão que o súbito apreço de Menezes pelo "sentido de Estado" lhe terá sido assoprado ao ouvido por alguém mais sisudo e com pouca vontade de ver a elite laranja no Parlamento a justificar-se perante os deputados. Isto como vai já vai mal, não é preciso piorar. E esperar que não chegue ao banco do Dias Loureiro e amigos.

publicado por Pedro Sales às 16:22
link do post | comentar |

Comentários:
De Nuno a 4 de Fevereiro de 2008 às 14:40
A pergunta mais importante: qdo é que vai alguém preso? Na Enron foram uns quantos e houve um que até se matou!
Cá é a merda do costume, muito barulho e dps morre o assunto! Os administradores do BCP ainda recebem indemnizações com a maior cara de pau! Os EUA podem não ser exemplo em muitas coisas, mas na protecção do pequeno investidor e punição de crimes de mercado são exemplares! Aqui protejem-se os mafiosos! Q vergonha!


Comentar post

Zero TV
ZERO DE CONDUTA
Filipe Calvão

José Neves

Pedro Sales

Vasco Carvalho


zeroconduta [a] gmail.com
Indecisão 2008
Subscreva
Zero links
arquivos

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Feeds