Comentários:
De Francisco Costa a 8 de Janeiro de 2008 às 15:35
O problema de Sarkozy há-de ser mais complexo do que o receio de vítimas durante a prova. Mas é uma capitulação ao medo. O que significa que, de uma assentada, os franceses resolveram ignorar o esforço dos que, apesar das perdas, seguem sem fazer o jogo do terrorismo.


De Anónimo a 8 de Janeiro de 2008 às 12:02
Eu diria que há uma grande diferença entre retirar tropas espanholas (legionários e para quedistas) e mandar retirar uma caravana de um rallye, mas mesmo assim acho que o Sarkozy foi um mariquinhas e acho bem mal que os que o apoiámos não reclamemos agora.


De Paulo Mouta a 6 de Janeiro de 2008 às 02:28
...e como a direita só sobrevive na cultura do medo, há que espalhar a ideia da ameaça constante mesmo correndo este risco de se tornarem nos verdadeiros cobardes.


Comentar post