Sexta-feira, 13 de Julho de 2007
Vamos fazer um suponhamos, está bem?
Alguém imagina o chinfrim que iria neste momento no PP se, com Ribeiro e Castro na liderança do partido, o seu candidato e líder parlamentar aparecesse fora da vereação em todas as sondagens na véspera das eleições para a capital? Quantos comunicados, conferências de imprensa e piadas nos jornais já teriam sido feitos pela sempre enérgica dupla Nuno Melo, Telmo Correia?

Paulo Portas exigiu directas no partido, dizendo que ninguém fazia oposição a José Sócrates. Com ele à frente do PP tudo seria diferente e os portugueses, finalmente, teriam direito a uma “oposição firme e credível” ao governo socialista. Já passaram três meses e, pelo que se está a ver, oposição firme só a que fez a Ribeiro e Casto. Domingo, como o próprio Paulo Portas afirmou, é também o dia do “teste à liderança” do homem que um dia se divertiu a fazer piadas com o ministério do mar.


publicado por Pedro Sales às 22:32
link do post | comentar |

Comentários:
De sucedâneo a 16 de Julho de 2007 às 19:49
"...no dia em que algum amigo meu lá chegar, eu passo-me para a oposição ou deixo de ser amigo dele".
E não mentiu. De facto, quando foi para o CDS disse que o fazia pelo seu amigo Manuel Monteiro, e que se este saísse ele também saía.
Em pouco tempo, deixou de ser amigo de Monteiro e fez-lhe oposição. Depois disso, fez oposição a Ribeiro e Castro, e deixou de ser amigo da Nogueira Pinto.
Nós não compreendemos, mas isto está-lhe nos genes.

O país também achou vaga a sua prestação no ministério do mar.
É que ele não compreende, mas isto está-nos nos genes...


Comentar post

Zero TV
ZERO DE CONDUTA
Filipe Calvão

José Neves

Pedro Sales

Vasco Carvalho


zeroconduta [a] gmail.com
Indecisão 2008
Subscreva
Zero links
arquivos

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Feeds