Quinta-feira, 5 de Julho de 2007
E se um desconhecido, de repente, lhe disser mal do governo?


A liberdade de expressão, por Carmen Pignatelli, entre os risos de vários dirigentes do Ministério da Saúde.

Felizmente que vivemos em democracia, proclamou ontem a Secretária de Estado da Saúde, antes de nos explicar o que é que isso significa. As críticas ao Governo devem ser feitas "nos locais próprios". Em nossa casa, na rua, ou na esquina do café com os nossos amigos.

E mesmo aí deve imperar o respeitinho. Por determinação do Governo Civil de Braga, o Ministério Público do Tribunal de Guimarães deu origem à abertura de um processo, cuja primeira fase passou pela identificação das pessoas que participaram na manifestação que esperou o Primeiro Ministro, José Sócrates, aquando da reunião do Conselho de Ministros realizada em Guimarães, no passado dia 7 de Outubro. O processo está na fase de audições às pessoas identificadas pela PSP e aos jornalistas que reportaram o acontecimento.



publicado por Pedro Sales às 07:53
link do post | comentar |

Comentários:
De Raposa Velha a 5 de Julho de 2007 às 23:37
No Fliscorno (http://fliscorno.blogspot.com) encontra uma masterização áudio/vídeo destas declarações de Carmen Pignatelli.


De samuel a 5 de Julho de 2007 às 23:05
Há praticantes da chamada música pimba que por vezes, por estupidez ou por vezes por pura manha, ignoram o facto de metade da assistência estar ali unicamente para os gozar. Exemplos do primeiro caso, são às dezenas. Já do segundo, são muito menos, sendo talvez o melhor exemplo o rei das queimas das fitas, Quim Barreiros, que sendo esperto como um alho, está ele próprio a gozar com a cara dos bandos de bêbados que pensam estar a divertir-se à custa dele.
Grande introdução, para concluir que estou convencido de que Carmen Pignatelli se deixou gozar pelos risos da sua assistência, por pura estupidez.


De Pedro Morgado a 5 de Julho de 2007 às 22:30
Nem mais Filipe.

Como já escrevi no meu blog, recuperar as declarações de Sócrates a propósito de idêntica manifestação em Abrantes (“tudo faz parte” da “festa da democracia”) evidencia o cinismo político de tudo isto. (http://avenidacentral.blogspot.com/2007/07/o-estado-da-coisa.html)


De Numa esquina a 5 de Julho de 2007 às 18:46
Numa esquina será bom? E se o Sócrates ou esta tipa ouvirem?
Entre amigos? E se o amigo trabalhar num serviço qualquer do Governo e chibar-se todo?
Estes gajos merecem é fogo.


De Filipe Tourais a 5 de Julho de 2007 às 17:28
Não cabiam todos no café...


De comandante guélas a 5 de Julho de 2007 às 15:50
"Antes ser louco por seu próprio critério, do que sábio segundo a opinião dos comunas"

Quitéria Barbuda

www.riapa.pt.to


Comentar post

Zero TV
ZERO DE CONDUTA
Filipe Calvão

José Neves

Pedro Sales

Vasco Carvalho


zeroconduta [a] gmail.com
Indecisão 2008
Subscreva
Zero links
arquivos

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Feeds