Sexta-feira, 17 de Agosto de 2007
estamos cá é para isto
Cof, cof. Ainda engasgados com tanta atenção (e com o Vasco num programa especial de protecção de testemunhas). Mas vamos por partes:

Pela mão de funcionários zelosos ou através de operações de relações públicas cozinhadas nas chefias, é agora público que da CIA à BBC, do Vaticano às grandes multinacionais americanas, todos andaram a mexer em entradas da wikipedia. Quem utiliza esta enciclopédia sabe que nada disto é novo -- alterações de utilizadores anónimos sempre foram registadas, mas um novo motor de busca tornou a tarefa mais simples. E ainda bem: disponibilizar esta informação ao público permite torná-la mais transparente, incluindo sobre quem a foi procurando alterar.

Ao contrário da notícia hoje publicada no DN, nunca se afirmou aqui ter sido "o governo" a editar o perfil de Sócrates na wikipedia. Simplesmente apontámos a evidência: um IP do CEGER, o centro que gere a rede informática do governo, eliminou as referências pouco abonatórias do caso da UNI, pouco depois de surgirem na imprensa. Terão as alterações sido feitas directamente do gabinete do primeiro-ministro? O assessor de imprensa de José Sócrates, pasme-se, admite que sim, "as mudanças possam ter sido introduzidas por pessoal do gabinete do primeiro-ministro, do seu secretariado ou até do Governo em geral." E é isto normal?

Fernanda Câncio parece achar que sim. Numa coluna de opinião no DN conta o que fez quando o seu nome surgiu na wikipedia portuguesa. Alterou o que achou incorrecto e fez muito bem. Mas as semelhanças acabam aí: nem a Fernanda Câncio trabalha no governo nem esteve o seu perfil sob escrutínio público, como foi o caso do de José Sócrates em Abril. Mas Fernanda Câncio pergunta-se também no 5 dias "por que é que um gabinete ministerial pode fazer comunicados para os jornais e rectificações e direitos de resposta e não poderá corrigir informação que considera errada num artigo da net que toda a gente pode alterar?"

A pergunta é legítima tanto mais que o CEGER existe, entre outras funções, para prestar consultoria e "apoio técnico para a utilização de redes globais externas" (decreto 116-B/2006, artigo 2, alínea l). Mas para mim a resposta é simples: um governo informa e torna a informação que lhe diga respeito disponível ao público, mas não edita conteúdos que não os da sua responsabilidade. Ou alguém espera que o governo reveja as provas de uma enciclopédia ainda no prelo, ou que coloque um vídeo de resposta a uma sátira que surja no youtube, ou um comentário num blog crítico do governo? Estes exemplos estão no mesmo plano que a wikipedia. Será sempre mais fácil rasurar a crítica na wikipedia, mas esta é a nossa vingança servida em número de IP. É preciso esperar que do bom senso dos utilizadores surjam plataformas de entendimento que informem, e a actual página do PM na wikipedia aí está para o provar. E sim, dá trabalho. Tal como ser ministro obriga a um grau de exposição pública. Mas este governo tem que, de uma vez por todas, aprender a lidar com a crítica. E nós estamos cá para isso.

Agora a silly season pode continuar.

Notícia do DN
Notícia do Público

publicado por Filipe Calvão às 09:04
link do post | comentar |

Comentários:
De Anónimo a 18 de Agosto de 2007 às 09:35
Quem tem juízo é quem disse que esta é mais uma guerrinha fútil e tonta do BE. É mesmo e dá bem conta da sua irrelevância.


De Mentiroso a 18 de Agosto de 2007 às 06:06
Ainda há quem não tenha raciocínio suficiente para entender que uma pessoa comum editar informações ou opiniões nada tem a ver com um governo manipulá-las. Tal é o atraso da mentalidade portuguesa, que nem consegue abarcar coisa tão simples! Como poderão, então saber votar, sequer, muito mais complexo?


De Rodrigo a 18 de Agosto de 2007 às 02:04
A Wikipédia é um software de edição livre e como tal, todos temos direito a mexer nos seus conteúdos até mesmo o nosso primeiro Ministro.

Como sabem a Wikipédia têm editores e penso que seria muito mais construtivo para a vossa causa se pedissem a revisão das alterações, em vez de estarem a fazer este pé de vento sem nem sequer tentar fazer algo para mudar.

Empular esta questão na rede informática do estado é uma barbaridade!. É mesmo algo que só pode ser dito por quem não está minimamente dentro do assunto pois para além de todos nós utilizarmos a internet para fins pessoais no nosso emprego (coisa em que os bloggers são eximios -sem querer ofender.) o sr primeiro ministro ou os seus secretários a seu pedido também o podem fazer.

Se o problema está no acesso à Wikipédia pela rede do governo sugiro que façam então uma outra petição que impeça o acesso à wikipédia por parte de toda rede governamental. Era um excelente acto salazarista não era? Força nisso e vamos ver quem pegará nesses argumentos.

Noto aqui hipocrisia e promiscuidade pois estas afirmações são absolutamente descabidas e desnecessárias pois há questões neste pais que mereceriam muito mais da vossa atenção.

Como nota final resta-me dizer que não sou Socialista.

Cumprimentos,


De Gisela a 18 de Agosto de 2007 às 00:35
Ao que parece o parlamento português também alinhou na "censura" (nova designação para a correcção de entradas na Wiki) mas não se contentou com os temas vulgares e aborrecidos como partidos e politicos e vai daí mete o bedelho na série televisiva "O sexo e a cidade". O que terá o Parlamento português a acrescentar sobre esta interessante série? =) Experiência própria?

80.251.167.7 [wp] Francisco Louçã [cur]

...
80.251.167.14 [wp] Earth Party [cur] 63392498 2006-07-12 11:07:39
...

80.251.167.14 [wp] Gonçalo Ribeiro Telles [cur] 63393067 2006-07-12 11:14:46
...

80.251.167.7 [wp] João Soares [cur] 73758155 2006-09-04 14:10:17
...
80.251.167.14 [wp] Sex and the City [cur] 123834494 2007-04-18 15:59:32 ??????????????????


De Anónimo a 17 de Agosto de 2007 às 18:15
Mais uma guerrinha fútil e tonta do BE. Não hão-de estes gajos continuar em quinto lugar...até desaparecerem, claro.


De Manipulador de Imponderáveis a 17 de Agosto de 2007 às 17:42
Vamos por partes: ou a Wikipédia é livre ou não é.
Se é livre não faz sentido censurar o governo ou qualquer outra pessoa de a modificar.
Se não é livre, então digam.
A minha experiência é semelhante à da Fernanda Câncio. Alterei uma coisa que estava errada e logo um dos administradores me chamou vândalo e outras enormidades.
Ora o que sabem os administradores da Wikipédia para escolherem o que segundo eles é verdade ou mentira? São especialistas credenciados?
A Wikipédia representa o que de mau e de bom tem a Internet. Por um lado informa as pessoas, por outro é o mundo com diarreia. Toda a gente pode defecar o que quiser.


De Anónimo a 17 de Agosto de 2007 às 17:17
Para quem quiser ver as alterações e alteradores mais populares tem aqui um bom link: http://wired.reddit.com/

até a Amnistia Internacional lá anda!


De josé a 17 de Agosto de 2007 às 16:17
Podiam aprender alguma coisa com o James Carville, mas não. São auto-suficientes.


De josé a 17 de Agosto de 2007 às 16:13
Qualquer pessoa tem o direito de editar a Wiki, mas com regras e isso ainda saberei.

Porém, também sei que isso não aconteceu no caso concreto, embora a essência da questão nem seja essa: é apenas mais do mesmo a que estamos habituados.

Sendo certo que José Sócrates tem dois assessores de imprensa ( oficiais, a trabalhar directamente e pagos do erário público, entenda-se), que ultimamente só têm feito borradas.
A prova? A imagem do primeiro-ministro nunca foi tão má como agora. Podem até dizer que a culpa não é dos assessores,no que até estou de acordo.
Mas que têm feito borradas, lá isso...


De ralf a 17 de Agosto de 2007 às 15:47
Então desde já lamento, mas até hoje só fiz edições em artigos que me interessavam e de que eu era parte interessada, artigos sobre as minhas cidades, país, escolas por onde andei, associações, etc.

Prendam-me.


Comentar post

Zero TV
ZERO DE CONDUTA
Filipe Calvão

José Neves

Pedro Sales

Vasco Carvalho


zeroconduta [a] gmail.com
Indecisão 2008
Subscreva
Zero links
arquivos

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Feeds