Terça-feira, 23 de Outubro de 2007
Uma melodia tão agradável que tapamos os ouvidos
No nosso Clube, o ruído dos tiros, é uma melodia comparado com o dos aviões que cruzam a cidade e com o próprio ruído produzido pelo trânsito infernal ao qual felizmente escapamos neste local. No site do Clube de Tiro de Monsanto.

Pela minha parte, que costumo andar de bicicleta em Monsanto, e ainda não me habituei à melodia do chumbo a cair no capacete, confesso que gostava de perceber que música é que os responsáveis por este clube de tiro deram ao PSD, Carmona Rodrigues e Helena Roseta - que votaram contra a remoção desta bizarria lisboeta, permitindo a perpetuação de um clube de tiro dentro de um parque florestal no centro da cidade.

publicado por Pedro Sales às 17:05
link do post | comentar |

Comentários:
De A. Castanho a 25 de Outubro de 2007 às 16:53
Helena Roseta vai ser assim como o PRD: num mandato esfuma-se toda a ilusão...


Como na canção, terá "mais encanto na hora da despedida", daqui por dois ou, no máximo, seis anos...


De Pedro Sales a 24 de Outubro de 2007 às 01:26
João Rangel,

Quer dizer isso mesmo, devolver aos lisboetas e não apenas aos lisboetas que são sócios de um clube restrito. É bem diferente. Em Monsanto existem imensas actividades lúdicas, com pequenas instalações que não são vedadas e não são tão agressivas para o resto do parque. Há pessoas que correm, andam de bicicleta, passeiam ou andam de skate. É uma zona única da capital, amputada em vários hectares porque há uns senhores que entendem que aquele é o melhor sítio para andar aos tiros. Já imaginou um clube de tiro no Hyde Park, no centro de Londes, ou no Central Park em Nova Yorke. É uma bizarria lisboeta sem nenhum sentido.


De João Rangel de Almeida a 23 de Outubro de 2007 às 23:54
Isso não é discutir seriamente a questão. O que é que quer dizer devolver a área ao Lisboetas? São lisboetas que lá vão. Devolver para quê? Que projecto?

PS Não tenho qualquer interesse no club de tiro.


De Pedro Sales a 23 de Outubro de 2007 às 23:29
Caro João Rangel,

A alternativa é simples. Devolver aquela área, bem apreciável, ao Parque Florestal de Monsanto e aos lisboetas.


De João Rangel de Almeida a 23 de Outubro de 2007 às 23:00
Mas, ao mesmo tempo, o CLub 'deve ser dos poucos senão único clube que possui mais de dez residências para os seus empregados que, além de não pagarem renda, ainda usufruem gratuitamente de água e electricidade.'.



Debatendo seriamente a questão. Por um lado há gostos pessoais: um club de tiro não me fascina. Mas por outro há uma estratégia de uso de espaço. Qual o motivo de tanta agitação contra o club de tiro? A questão do chumbo? A questão da poluição sonora? O que é que se sugere em alternativa.


De Anónimo a 23 de Outubro de 2007 às 22:58
Em Matosinhos há também uma destas pragas em cima dum sítio arqueológico classificado como monumento nacional


De Observador atento a 23 de Outubro de 2007 às 21:37
Pergunta:

alguém viu a entrevista desta noite à SIC Noticias (21:00) da Secretária de Estado dos Transportes, Ana Paula Vitorino? Não só foi apanhada várias vezes a mentir a propósito da sua participação em negociações com os Sindicatos dos Pilotos, como ainda se apresentou vestida de preto, estilo cobertura de caixão. De váios pontos de vista foi representativa do socratismo!


Comentar post

Zero TV
ZERO DE CONDUTA
Filipe Calvão

José Neves

Pedro Sales

Vasco Carvalho


zeroconduta [a] gmail.com
Indecisão 2008
Subscreva
Zero links
arquivos

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Feeds