Quinta-feira, 12 de Julho de 2007
Diz que é uma espécie de recado
Há quem diga por aí que Cavaco Silva se referiu ontem aos casos Charrua e do Centro de Saúde de Vieira do Minho. Dizem até que foi duro com o Governo. Foi um recado, parece. Por mim, que não percebi o sentido de qualquer frase do Presidente, não sei. Não percebi e, na minha assumida ignorância, pareceu-me que era mesmo esse o objectivo. Quanto mais os discursos de Cavaco são redondos e vazios e lá vai o homem subindo, subindo na popularidade. Os portugueses nunca gostaram muito do confronto de opiniões e da escolha entre alternativas. Da democracia, no fundo. Se é confuso é porque deve ser inteligente. A reverênciazinha ainda se faz destas coisa. Sampaio tem um sucessor à altura, Portugal ganhou um novo Professor Doutor na difícil ciência do sampaiês.
Etiquetas:

publicado por Pedro Sales às 12:09
link do post | comentar |

Comentários:
De San a 13 de Julho de 2007 às 10:35
Ah! E não repararam no nervosismo do assessor, a controlar a prestação presidencial? Tenho que reconhecer que o alívio dele foi também meu: é horrível ver alguém a sofrer assim em directo!


De roteia a 13 de Julho de 2007 às 01:43
Mas que raio de comparação: Cavaco com Sampaio?! Pelo menos reconheça que um é moreno e o outro ruivo. Isto para já não falar de tudo o resto.


De A. Cabral a 12 de Julho de 2007 às 15:26
Eu percebi que tinhamos de tinhamos todos de ter cuidado com as "atitudes".


Comentar post

Zero TV
ZERO DE CONDUTA
Filipe Calvão

José Neves

Pedro Sales

Vasco Carvalho


zeroconduta [a] gmail.com
Indecisão 2008
Subscreva
Zero links
arquivos

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Feeds