Domingo, 3 de Fevereiro de 2008
Workaolic
O deputado do CDS-PP Telmo Correia assinou cerca de três centenas de despachos como ministro do Turismo na madrugada do dia em que o novo executivo, liderado por José Sócrates, foi empossado no Palácio da Ajuda. Apesar de estar em gestão corrente, o ex-ministro do Governo de Santana Lopes fez uma verdadeira maratona que quase não lhe deu tempo para se inteirar do que estava a assinar à pressa, após ter passado mais de uma dezena de dias sem ir ao Ministério do Turismo. Entre os documentos assinados, estava a segunda versão do parecer da Inspecção-Geral de Jogos que implicava a não devolução ao Estado do edifício do Casino de Lisboa, no Parque Expo, no final da concessão à Estoril Sol, notícia ontem avançada pelo Expresso.Isto é que é apego ao trabalho e brio profissional. Já sabendo que vai ser despedido, continua, até altas horas da noite, a cumprir o seu (desinteressado) dever profissional.

Mais extraordinário ainda é ter que ouvir, na RTP, o administrador da Estoril Sol, Mário Assis Ferreira, a explicar que o Estado teve que entregar o edifício à empresa detentora do Casino porque esta teve que suportar sozinha, e sem comparticipação pública, as despesas de reconversão do Pavilhão do Futuro - no valor de 111 milhões de euros. A resposta só não chega a ser caricata porque, pelos vistos, alguém no PP a levou a sério e fez a vontade à Estoril Sol. Estranho país este em que o Estado entrega os hospitais públicos à iniciativa privada e, ao mesmo tempo, se sente na obrigação de comparticipar as despesas de um casino.

publicado por Pedro Sales às 17:22
link do post | comentar |

Comentários:
De José Chouriço a 7 de Fevereiro de 2008 às 00:29
Ora bem, como um dia de 24 horas, não o de trabalho, tem 1440 minutos, o sr em causa conseguiu assinar um despacho a cada 4m48s. Assim sendo acho que até podia ter assinado muitos mais despachos, pois uma assinatura em média não demora mais que 30segundos. A questão está, será que leu o que assinou? Claro que não, alguns amigos fizeram o favor de os ler antes e lhe explicar porque devia ele assinar tais despachos, que como o nome indica, é para despachar. Vivó Circo


De samuel a 4 de Fevereiro de 2008 às 12:48
Li este texto na tasca do RVN, antes de vir aqui, mas era aqui que tinha que o aplaudir. Alto post!


De Rui Vasco Neto a 4 de Fevereiro de 2008 às 01:48
pedro,
tomei a liberdade:
http://setevidascomoosgatos.blogspot.com/2008/02/h-coisas-to-bem-ditas-que-eu-nem-lhes_04.html
cumprimentos


De st3veS. a 3 de Fevereiro de 2008 às 23:27
lol :)


De josé manuel faria a 3 de Fevereiro de 2008 às 19:52
O Telmo é um desavergonhado.


Comentar post

Zero TV
ZERO DE CONDUTA
Filipe Calvão

José Neves

Pedro Sales

Vasco Carvalho


zeroconduta [a] gmail.com
Indecisão 2008
Subscreva
Zero links
arquivos

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Feeds