Quarta-feira, 19 de Setembro de 2007
A contaminação
Os referendos sobre questões europeias, pela sua complexidade, acabam invariavelmente por ser contaminados e importunados por discussões sobre questões nacionais, declarou ontem Luís Filipe Menezes, para justificar a sua oposição a um referendo sobre o Tratado Europeu. É uma posição insustentável, que inacreditavelmente tem os seus seguidores, e guiada apenas pela necessidade de se demarcar, em tudo o que mexe, das propostas e compromissos de Marques Mendes.

Actualmente, calcula-se que entre 70 a 80 por cento da legislação nacional seja a transposição, directa ou indirecta, de directivas comunitárias. A política monetária é europeia. A política agrícola está subordinada, em larga medida, a quotas e objectivos traçados em Bruxelas. Não sei como é que Menezes entende que se pode discutir a Europa sem discutir Portugal, e discutir os problemas nacionais sem discutir a Europa. O resultado é uma discussão puramente semântica e vazia de conteúdo. Reconheça-se, em todo o caso, que nesse campo Luís Filipe Menezes é um mestre. Tem sido essa a equação que lhe tem permitido manter-se há décadas no palco da politica nacional.

publicado por Pedro Sales às 09:38
link do post | comentar |

Comentários:
De PAULO MOUTA a 21 de Setembro de 2007 às 23:26
Está por provar que o referendo seja um instrumento eficaz no nosso sistema político. contudo, a nível de questões europeias já sabemos que o referendo não faz qualquer sentido poi seja qual for o resultado da votação, na prática, ninguém sabe para o quê em concreto se está a votar. Pior, sabemos à partida que qualquer que seja o sentido do voto nenhum efeito prático dele resultará. Não existe qualquer relação causa-efeito para um sim ou para um não. E não se sabe mesmo em relação a quê se pode dizer sim ou não. O referendo teria sido importante antes da adesão ou, por exemplo, antes de Maastricht. Hoje é uma inevitabilidade a globalização europeia. Penso é que ainda poderá haver a seu tempo a oportunidade para que um novo tipo de globalização nasça das injustiças e das incongruências com as quais esta tem vindo a crescer.


De Filipe Tourais a 19 de Setembro de 2007 às 20:53
Também pensei o mesmo. E, quando o debate chegou ao fim, as duas ideias com que fiquei foram a do vencedor do debate, José Sócrates, e o estado de vazio de ideias inacreditável a que chegou este PSD moribundo.


De Nuno a 19 de Setembro de 2007 às 14:40
É a repressão policial gratuita e sem qq razão aparente na terra da liberdade! Eu até fiquei nervoso a ver isto!
Como é q ninguém faz nada para ajudar o rapaz? Como é q o Kerry não faz nada?
Os pps policias não sabem pq é q estão a prender o rapaz, parece-me óbvio! Mais tarde inventam um "Inciting a riot" q é objectivamente falso!
Por aqui se vê a decadência dos EUA! Ter o homem errado como PR durante 8 anos terá os seus efeitos!Cpmts


De Anónimo a 19 de Setembro de 2007 às 13:50
vejam e oiçam esta pérola:

http://www.youtube.com/watch?v=HgrFSHZfD1o


Comentar post

Zero TV
ZERO DE CONDUTA
Filipe Calvão

José Neves

Pedro Sales

Vasco Carvalho


zeroconduta [a] gmail.com
Indecisão 2008
Subscreva
Zero links
arquivos

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Feeds